Home NotíciasInternacionalMãe prende filha em casa durante 26 anos para tentar ‘protegê-la do mundo’

Mãe prende filha em casa durante 26 anos para tentar ‘protegê-la do mundo’

mae prende filha casa 26 anos

Uma mulher de 42 anos foi mantida em cativeiro pela própria mãe desde a adolescência e agora conseguiu sair de casa pela primeira vez em 26 anos. Nadezhda Bushueva passou a ficar presa dentro de casa, no oeste da Rússia, assim que concluiu os estudos, aos 16 anos de idade. Desde então, ela viveu em uma casa sem água encanada e eletricidade, dividindo o espaço com ratos. A mãe, Tatyana, diz que prendia a filha em casa para “protegê-la dos perigos do mundo externo”. As informações são do The Sun.

Recentemente, Tatyana precisou ser hospitalizada e a ocasião marcou a primeira vez que a filha pisou fora da casa depois de 26 anos. De acordo com autoridades locais, ela foi impedida de trabalhar ou seguir estudando e o isolamento se intensificou quando a mãe se aposentou e passou a ficar mais tempo em casa. Durante o período em que foi impedida de sair, Nadezhda só se alimentava com a comida dos gatos que viviam na casa.

Leia mais: Ex-papa Bento XVI está gravemente doente, diz jornal

Sem banho há 14 anos

“A minha vida é pior do que a dos gatos. Eles têm mais direitos. Eu nem existo mais, eu sou uma morta-viva. Preciso de documentos, preciso de trabalho”, disse à imprensa local. Ela contou à polícia que a última vez que tomou um banho foi em 2006 e que, com o tempo, nem tentava mais sair de casa, porque havia se “acostumado”.

Além dos ratos e da estrutura precária onde ficou presa durante quase três décadas, Nadezhda contou ainda que viveu com muitos gatos e, quando eles morriam, a mãe não tirava os cadáveres e eles começavam a se decompor dentro da própria casa.

Leia mais: Braga Netto está com Covid-19; governo já soma sete ministros infectados

Agora, como o estado de saúde da mãe ainda não divulgado, a mulher está recebendo apoio de um oficial russo: “Ela veio até o meu escritório por conta própria. Queríamos alimentá-la, preparamos sanduíches, mas ela não comeu nada. Mas ela não é louca”. Nadezhda ainda não consegue entender bem como o mundo fora de casa funciona e não conseguiu viajar até o hospital para ficar com a mãe.

A emissora de TV russa “Кстати” foi a primeira a tornar o caso público. A reportagem mostra o interior da casa onde mãe e filham moravam. As imagens podem ser consideradas perturbadoras por algumas pessoas. Caso ainda assim você queira assistir, é possível ativar legendas automáticas em português no menu localizado no canto direito inferior do vídeo abaixo.

Giovanna Fávero

Giovanna Fávero

Estudante de Jornalismo na Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (PUC-MG). Escreve com foco na área de Guia e Cultura no BHAZ.

Comentários