Home NotíciasBrasilApós polêmica sobre currículo, posse de Decotelli no MEC é adiada

Após polêmica sobre currículo, posse de Decotelli no MEC é adiada

Decotelli está envolvido em polêmicas sobre o seu currículo

Por Bruna Aidar e Mayara Oliveira

Em meio às polêmicas sobre o currículo do novo ministro da Educação, Carlos Alberto Decotelli, o Palácio do Planalto adiou a cerimônia de posse, prevista para terça-feira (30). Na agenda oficial da pasta, não consta qualquer compromisso oficial na data.

Leia mais: Zema anuncia escala de pagamento dos servidores de Minas; veja datas

Ao Metrópoles, o Planalto afirmou que ainda não havia confirmado a realização do evento e que, até agora, “não há previsão para essa cerimônia”.

Desde sexta-feira (26), um dia após o anúncio de que Decotelli substituiria Abraham Weintraub no ministério, duas instituições de ensino questionaram qualificações que ele havia listado no próprio currículo. Embora o novo titular da pasta ainda não tenha tomado posse, a nomeação dele já foi publicada no Diário Oficial da União (DOU), na quinta-feira (25).

Inicialmente, o reitor da Universidade de Rosário, Franco Bartolacci, foi ao Twitter questionar a inclusão do título de doutor indicado por Decotelli. Na sequência, o Ministério da Educação divulgou um certificado que atestava a conclusão de todos os créditos do doutorado de Decotelli em administração, mas não provava que ele havia defendido a tese — sem cumprir essa etapa, o título não é concedido.

Leia mais: Entregadores de aplicativos pedem legislação específica para categoria

Leia a reportagem completa no Metrópoles, parceiro do BHAZ.

Comentários