Home NotíciasPolíticaDecotelli chega ao Planalto; expectativa é de que ele peça demissão

Decotelli chega ao Planalto; expectativa é de que ele peça demissão

Pedido de demissão deverá ser entregue a Bolsonaro

Por Thayná Schuquel e Raphael Veleda

Poucos dias depois de ter sido escolhido como o novo ministro da Educação, Carlos Alberto Decotelli já está no Palácio do Planalto para pedir demissão do cargo na tarde desta terça-feira (30). Segundo pessoas próximas, o professor redigiu uma carta pedindo a saída do governo após a sua formação acadêmica ter sido alvo de vários questionamentos.

Leia mais: Secretário-geral do governo Zema pede exoneração em meio à pandemia

Decotelli entrou no lugar de Abraham Weintraub, que foi exonerado da pasta (relembre aqui) após chamar os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) de “vagabundos”.

A demissão de Decotelli deve ocorrer após a veiculação de notícias sobre informações falsas no currículo dele. O governo decidiu adiar a posse do ministro e fazer um pente fino em sua carreira.

Em nota, a FGV (Fundação Getulio Vargas) informou que Carlos Alberto Decotelli não foi pesquisador ou professor da instituição. Com isso, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) ficou irritado ao saber de mais uma incoerência no currículo do indicado, que já teve doutorado e pós-doutorado questionados por universidades estrangeiras e é acusado de plágio no mestrado.

Leia mais: Governo estuda usar doações ao Brasil para ações contra desmatamento, diz Mourão

Leia a reportagem completa no Metrópoles, parceiro do BHAZ.

Comentários