Home NotíciasBrasilLuciano Hang é condenado a pagar R$ 300 mil por ofender a OAB

Luciano Hang é condenado a pagar R$ 300 mil por ofender a OAB

véio avan

Thayná Schuquel

O dono da rede de lojas Havan e apoiador do presidente Jair Bolsonaro, Luciano Hang, foi condenado a pagar uma indenização no valor de R$ 300 mil por danos morais coletivos devido a um post feito nas redes sociais considerado ofensivo para a OAB (Ordem dos Advogados do Brasil).

Leia mais: Mãe desmaia ao saber que 4 familiares morreram em acidente

A sentença foi expedida pelo juiz Leonardo Cacau Santos La Bradbury, da 2ª Vara Federal de Florianópolis. A decisão considerou que a publicação do conhecido como “véio da Havan” no Instagram e Twitter estava “longe de constituir liberdade de expressão e de crítica”. A defesa de Luciano Hang ainda pode recorrer da decisão da Justiça.

No dia 5 de janeiro de 2019, Hang escreveu nas três redes sociais a seguinte mensagem: “A OAB é uma vergonha. Está sempre do lado errado. Quanto pior melhor, vivem da desgraça alheia. Parecem porcos que se acostumaram a viver num chiqueiro, não sabem que podem viver na limpeza, na ética, na ordem e principalmente ajudar o Brasil. Só pensam no bolso deles, quanto vão ganhar com a desgraça dos outros. Bando de abutres”. A postagem foi retirada por um pedido de liminar. O valor da indenização será depositado por Hang para custear uma campanha publicitária de valorização da advocacia, segundo a decisão.

Veja a matéria completa no Metrópoles, parceiro do BHAZ.

Leia mais: Cozinheira é encontrada morta por asfixia na casa onde trabalhava

Comentários