Home PatrocinadoEMGE abre inscrições para Engenharia Civil e Ciência da Computação

EMGE abre inscrições para Engenharia Civil e Ciência da Computação

#Publipost – Esta publicação é patrocinada

A EMGE está com as inscrições abertas para os cursos de Engenharia Civil de Ciência da Computação, com ingresso no segundo semestre deste ano. Saiba mais e faça sua inscrição pelo site www.emge.edu.br.

Os candidatos podem escolher entre redação on-line, nota do ENEM, obtenção de novo título e transferência. Além disso, os aprovados garantem a matrícula com preço exclusivo de R$ 99 e concorrem a bolsas de estudo de até 50%!

Ensino focado na inovação e empreendedorismo

O empreendedorismo e a inovação estão entre as áreas de maior alcance profissional para os próximos anos e oss números comprovam. De acordo com a pesquisa Global Entrepreneurship Monitor (GEM), 52 milhões de pessoas em idade produtiva realizaram algum trabalho empreendedor em 2019. O estudo considerou 49 países e, no Brasil, contou com o apoio do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae).

Acompanhando o desenvolvimento do mercado, a EMGE Escola de Engenharia e Computação aposta em conteúdos que incentivam projetos inovadores e o empreendedorismo. Há uma disciplina exclusiva, ministrada pelo professor Mateus Bernardes, onde os estudantes têm a oportunidade de conhecer o ecossistema tecnológico de startups.

De acordo com o docente, na EMGE, a tecnologia sempre foi um pilar muito importante, facilmente verificado nos investimentos em salas multimídia e laboratórios. “Não dá para pensar em tecnologia sem falar de comportamento empreendedor. Ter uma disciplina de Empreendedorismo e Inovação já no 3º período confirma importância do tema para a instituição”, aponta.

Foi a partir deste incentivo que o estudante Wendel Soares de Oliveira, aluno do curso de Engenharia Civil da EMGE, criou a startup ‘A-Renda’ em parceria com os colegas Matheus Carvalho, Alexsander Samuel, Jonathan Cezário e Rafael Mattioli. O projeto já disputou as melhores bancas de aceleradoras de Belo Horizonte. “Somos um dos competidores do Launch 5, programa de pré-aceleração do Raja Ventures. Além disso, fomos selecionados para a banca do Lemonade”, conta.

A-Renda foi desenvolvida para auxiliar a prática de arrendamento de terras, tanto para agricultura quanto para pecuária. Segundo Wendel, o ensino especializado da EMGE fomentou o amadurecimento da ideia. “A instituição, por optar pelo método inaciano de ensino, nos estimula a buscar o Magis em todas as nossas empreitadas, e isso claramente é refletido em todas as nossas conquistas, tanto individuais, quanto nas que realizamos em equipes”, destaca Wendel.

Além disso, com todo o suporte oferecido durante a graduação, os estudantes conseguiram contato com grandes entidades, como a Sociedade Mineira de Engenheiros Agrônomos (SMEA). Estas conquistas, somadas ao método de ensino da EMGE, colocam a escola em uma posição de excelência, ofertando o preparo que muito se espera das instituições de ensino. “Vendo os resultados hoje, fica claro que a grade da EMGE é uma das mais completas e se adequa perfeitamente ao atual cenário mercadológico que exige cada vez mais do profissional”, comenta Wendel.

“O melhor da Pedagogia Inaciana, aliada à tecnologia de ponta, resulta em uma combinação de sucesso. Uma grade curricular milimetricamente desenhada e professores com grande experiência fazem da EMGE uma instituição única no segmento”, completa o professor Matheus Bernardes.

Saiba mais e faça sua inscrição pelo site www.emge.edu.br.

EMGE sedia etapa de maratona mundial de tecnologia e inovação (Divulgação/EMGE)

A EMGE

A EMGE Escola de Engenharia é uma instituição de excelência, que possui conceito máximo no Ministério da Educação (MEC). Seu método de ensino tem como base a Pedagogia Inaciana – sistema de diretrizes educacionais desenvolvido pelas instituições jesuítas e fundamentado em uma prática de mais de quinhentos anos de história e tradição.

Além disso, a EMGE faz parte de uma Rede Internacional de Universidades, que está presente em todos os continentes. São mais de 200 instituições cadastradas. Outro destaque é o constante investimento em pesquisa, tecnologia, laboratórios e intercâmbios, que complementam a formação dos estudantes.

O eixo direcionador da instituição contempla temáticas ligadas à sustentabilidade socioambiental, tecnologia e humanidade, além de seguir os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Organização das Nações Unidas (ONU).

Comentários