Home NotíciasBHVereadores rejeitam moção e Bolsonaro não recebe aplausos

Vereadores rejeitam moção e Bolsonaro não recebe aplausos

Moção de aplausos não foi aprovada

A moção de aplausos em homenagem ao presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido), foi rejeitada por vereadores na Câmara Municipal de Belo Horizonte, nesta terça-feira (7). A proposta gerou muitas críticas da população devido ao atual cenário do Brasil na pandemia do novo coronavírus.

Inicialmente, a moção foi assinada por seis vereadores, porém, a repercussão negativa fez com que três deles retirassem o nome – Catatau do Povo (PSD), Pedrão do Depósito (Cidadania) e Orlei (PSD). Os que permaneceram foram Jair di Gregório (PSD), Wesley Autoescola (PROS) e Fernando Luiz (PSD).

Leia mais: Covid-19: Mudança de sistema causará salto no número de mortes em MG

Antes que a votação acontecesse, o vereador Jair di Gregório, autor da moção, pediu apoio do parlamentares. “Ele [Bolsonaro] representa tudo de bom que o país tem neste momento. É neste momento de pandemia que temos que reconhecer que o presidente tem feito muito pelo país”.

O vereador Pedro Patrus (PT) relembrou alguns episódios de Jair Bolsonaro durante a pandemia, como o veto do uso de máscara (veja aqui) em alguns espaços e pediu que os pares votassem contra a moção.

“O presidente Jair Bolsonaro não merece aplauso, merece um puxão de orelha da população do país como tem acontecido. Não merece aplauso quem se comporta como um genocida e não se preocupa com a vida da população. Canalha. Isso que ele é. Jair canalha Bolsonaro”, disse.

Leia mais: Sede da Backer é alvo de novo mandado de busca e apreensão em BH

Profissionais da saúde

Os profissionais que estão na linha de frete no combate ao novo coronavírus foram lembrados pelo vereador Pedro Bueno. “Aplausos aos profissionais da saúde e não a Bolsonaro. Ele nunca defendeu o isolamento social, com atitudes irresponsáveis empurrou muitas pessoas para a morte. Os verdadeiros heróis são os profissionais da saúde. Eles merecem nossa salva de palmas e elogios”.

Votação

Na justificativa da moção, os vereadores que solicitaram os aplausos a Bolsonaro alegaram que o presidente tem tido “atuação exemplar e valorosa na prestação de socorro e auxílio às vítimas da pandemia do coronavírus em todo o território nacional”.

Mesmo com os argumentos apresentados, a maioria dos vereadores optou por não aprovar a moção de aplausos. Com 16 votos “não”, 8 “sim e 4 abstenções, a homenagem não aconteceu.

Veja como cada vereador votou:

Painel eletrônico mostra como cada vereador votou (CMBH/Reprodução)
Vitor Fórneas

Vitor Fórneas

Repórter do BHAZ desde maio de 2017. Jornalista graduado pelo UniBH (Centro Universitário de Belo Horizonte) e com atuação focada nas editorias de Cidades e Política.

Comentários