Home NotíciasCoronavírusAdvogado com Covid-19 foge de hospital em Minas e mobiliza Polícia Militar

Advogado com Covid-19 foge de hospital em Minas e mobiliza Polícia Militar

hospital vera cruz patos de minas

Um advogado de 63 anos, contaminado por Covid-19, mobilizou a Polícia Militar na madrugada desta quarta-feira (8) após fugir do hospital onde estava internado, no município de Patos de Minas, na região do Alto Paranaíba. Às autoridades, o homem justificou a fuga ao alegar que não estava satisfeito com o atendimento.

Os policiais militares foram acionados no meio da madrugada, por volta das 2h30, por funcionários do hospital Vera Cruz, preocupados com a fuga do paciente com Covid-19. Patos de Minas já registrou sete mortes e 659 casos confirmados da doença, conforme boletim de hoje do Governo de Minas.

Leia mais: Minas tem 4 mil casos de Covid-19 em 24h e Dia dos Pais acende alerta

Buscas, então, foram realizadas pela cidade logo após os militares serem informados sobre as características do advogado. Após a mobilização, o paciente foi encontrado às margens da Lagoa da Rodoviária e levado, pelo irmão, de volta ao hospital.

O BHAZ tentou falar com a unidade de saúde para apurar detalhes sobre o estado de saúde do advogado, mas não obteve sucesso.

Crime

Leia mais: Saúde analisa impacto de isolamento social no combate à Covid-19

O art. 132 do Código Penal prevê que é crime “expor a vida ou a saúde de outrem a perigo direto e iminente”. “O delito é de perigo concreto e doloso (dolo genérico ou eventual), consumando com a conduta relacionada à exposição da vida ou saúde de terceiros”, explica o advogado Leandro Bastos Nunes, no site DireitoNet.

“É o caso do agente que, sabendo do seu contágio, resolve descumprir a determinação médica e legal de isolamento, e se desloque para um local público onde exista aglomeração de pessoas, expondo-as à perigo direto e iminente de contágio ou assumindo o risco de produzir o resultado”, complementa o defensor.

A pena, caso o fato não constitua crime mais grave, é detenção de três meses a um ano.

Vitor Fórneas

Vitor Fórneas

Repórter do BHAZ desde maio de 2017. Jornalista graduado pelo UniBH (Centro Universitário de Belo Horizonte) e com atuação focada nas editorias de Cidades e Política.

Comentários