Home NotíciasCoronavírusGoverno abre caminho para a volta do futebol em Minas

Governo abre caminho para a volta do futebol em Minas

atlético cruzeiro américa campeonato mineiro

O Governo de Minas sinalizou positivo, nesta quarta-feira (8), para a volta do Campeonato Mineiro ainda no mês de julho. De acordo com o secretário da SES-MG (Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais), Carlos Eduardo Amaral, a pasta preparou um protocolo de recomendações que deverão ser seguidas para as atividades esportivas.

Com isso, a competição pode ser retomada no próximo dia 26 de julho. No mês passado, a SES-MG chegou a recusar o protocolo enviado pela FMF (Federação Mineira de Futebol), que estabelecia critérios para o retorno das atividades (relembre aqui).

Leia mais: VÍDEO: Prefeito de São João del-Rei diz que reabrirá até prostíbulos

O secretário explicou a mudança na decisão. “O que a SES-MG faz não é validar protocolos. Nós somos uma equipe que elabora protocolos e sinaliza para a sociedade o caminho que devem seguir. Nesse contexto, o que estamos direcionando é um protocolo para atividades esportivas, que tenham competição e que possam manter os atletas isolados. As atividades esportivas, seguindo esse protocolo, terão uma controle maior”, ressaltou.

O novo protocolo viabiliza o retorno da competição. Contudo, o secretário ressaltou que a liberação dependerá dos municípios. A competição também deverá estar obrigatoriamente alinhada ao protocolo da saúde da secretaria.

“O município que for receber competição terá naturalmente que autorizar, e o Estado não pretende diretamente intervir nisso. O que fizemos foi dar uma sinalização dos protocolos sanitários para atividades esportivas”, ressaltou Carlos Eduardo Amaral.

Leia mais: Inscrições abertas para cursos em EAD da Faculdade Arnaldo

Kalil descarta futebol em BH

A volta do futebol em palcos históricos de Belo Horizonte, como o Mineirão e o Independência, está descartada enquanto durar alguma restrição do comércio na cidade. A determinação foi revelada pelo prefeito Alexandre Kalil (PSD), durante entrevista exclusiva ao BHAZ, na semana passada. O chefe do Executivo ainda criticou a projeção do retorno do Campeonato Brasileiro em agosto.

“O futebol, a federação manda. Se ela estabelecer que começa amanhã, começa amanhã. Eles vão jogar em Governador Valadares, em Sete Lagoas… porque em Belo Horizonte não joga”, afirmou o mandatário. “Quem define o futebol é a federação mineira, mas quem define se vai ficar em Belo Horizonte é o prefeito de Belo Horizonte. Em Belo Horizonte, não tem futebol”, complementou, ao ser questionado sobre a volta do Campeonato Mineiro (veja mais aqui).

Coronavírus em Minas

Minas repetiu o recorde de mortes por Covid-19 no Estado, e registrou 73 óbitos em decorrência da doença nas últimas 24h. De acordo com o boletim epidemiológico desta quarta-feira (8), em um dia, Minas teve 3,1 mil novos infectados pelo novo coronavírus. No último sábado (4), de acordo com a SES-MG, também foram registrados 73 óbitos. Veja os números:

  • 64.035 casos confirmados (aumento de 5,1%)
  • 1.355 mortes (aumento de 5,6%)
  • 21.949 casos em acompanhamento (aumento de 4,2%)
  • 40.731 casos recuperados (aumento de 5,6%).

Reforce a proteção contra o vírus

A SES-MG orienta que a população tome algumas medidas de higiene respiratória para evitar a propagação da doença, são elas:

  • Lavar as mãos frequentemente com água e sabonete por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização. Se não houver água e sabonete, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool.
  • Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas.
  • Evitar contato próximo com pessoas doentes.
  • Ficar em casa quando estiver doente.
  • Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo.
  • Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.
Rafael D'Oliveira

Rafael D'Oliveira

Repórter do BHAZ desde janeiro de 2017. Formado em Jornalismo e com mais de cinco anos de experiência em coberturas políticas, econômicas e da editoria de Cidades. Pós-graduando em Poder Legislativo e Políticas Públicas na Escola Legislativa.

Comentários