Home NotíciasBHMenina desaparecida em BH é libertada e resgatada após cárcere privado

Menina desaparecida em BH é libertada e resgatada após cárcere privado

menina desaparecida estação vilarinho

Uma menina de 12 anos que havia desaparecido após fugir de casa, no bairro Jardim Vitória, na região Nordeste de Belo Horizonte, foi localizada pela Polícia Civil, na noite dessa sexta-feira (10). A garota era procurada pela família desde a manhã dessa quinta-feira (9), e acabou em cárcere privado promovido por rapazes que conheceu na internet.

Ao BHAZ, Ana Paula Rodrigues, mãe da vítima, explicou que a filha sempre foi uma “menina muito amável”, mas que mudou o comportamento depois que as duas tiveram uma discussão na noite antes de sumir. “Cheguei do serviço e ela não aparentava mudança. Por volta das 22h, vi uma mensagem no celular dela. Um rapaz perguntando se eles iam se encontrar na estação”, explica.

Leia mais: Motoboy humilhado por morador de condomínio de luxo ganha moto de humorista

A mãe quis saber sobre o que se tratava, pegou o celular da filha e a garota “mudou o comportamento”. “Ela pegou o celular da minha mão e começou a ficar agressiva, algo que nunca foi”. Após discussões e cogitar ir para a casa do pai, a garota fugiu pela janela para encontrar alguns rapazes.

Fuga virou cárcere

Ana Paula conta que ficou sem contato com a filha durante toda a quinta-feira. “Depois disso, ela me mandou algumas mensagens pelo WhatsApp, mas eu suspeitei que não era ela escrevendo. Já estava em contato com a polícia, quando conseguimos falar com ela ontem, por volta das 17h”, relata.

Leia mais: Chuvas de meteoros poderão ser vistas no Brasil este mês

A filha contou para a mãe que, no início, havia ido por vontade própria. “Só que depois os rapazes não deixaram mais ela ir embora. Começaram a ameaçá-la, falando que iriam matá-la e fazer coisas ruins com a nossa família”, desabafa a mãe.

Apreensão e alívio

Segundo Ana Paula, um investigador da Polícia Civil estava presente, no fim da tarde dessa sexta, quando os sequestradores fizeram contato. “Ele conseguiu convencer os rapazes a soltarem minha filha. A repercussão do caso estava grande, então acho que ajudou a acuá-los um pouco. Foram momentos horríveis”, explica.

“O investigador falou com os bandidos que sabia que não era minha filha que estava escrevendo as mensagens no celular. Ele ainda me disse que estava rastreando o celular, mas não tinha conseguido”, continua. Após muita negociação, os suspeitos resolveram liberar a menina.

Ela foi deixada perto da Estação Vilarinho, na região de Venda Nova, por volta das 20h dessa sexta-feira. “Foi um alívio imenso, ela está bem. Fomos ao hospital, fizemos todos os exames pedidos. Ela está em casa agora. Agradeço a todos que compartilharam a matéria”, completa.

Questionada sobre a prisão dos autores do cárcere privado, a Polícia Civil de Minas afirmou “que segue com a investigação para apurar se há outros crimes relacionados ao caso”. “Após intenso trabalho de investigação, localizou, na noite dessa sexta-feira, a adolescente, que foi entregue à família em pouco mais de 24h após seu desaparecimento”, afirmou, por nota (leia na íntegra abaixo).

Nota da Polícia Civil na íntegra

“A Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) informa que, após intenso trabalho de investigação, localizou, na noite desta sexta-feira (10/7), a adolescente L.V.A.M., que foi entregue à família em pouco mais de 24 horas após o seu desaparecimento, registrado no dia 9. A PCMG segue com a investigação para apurar se há outros crimes relacionados ao caso”.

Vitor Fernandes

Vitor Fernandes

Repórter do BHAZ desde fevereiro de 2017. Jornalista graduado pela PUC Minas, com experiência em redações de veículos de comunicação. Trabalhou na gestão de redes do interior da Rede Minas e na parte esportiva da UOL.

Comentários