Home NotíciasBrasilJornalista batiza Naja do DF de ‘Damares’ após enquete e ministra rebate

Jornalista batiza Naja do DF de ‘Damares’ após enquete e ministra rebate

jornalista batiza naja damares

Por Saullo Brenner

O jornalista brasiliense Chico Sant’Anna decidiu batizar a Naja kaouthia, responsável por deixar o estudante Pedro Henrique Santos Krambeck Lehmkul, de 22 anos, em coma, no Distrito Federal. Pelas redes sociais, Sant’Anna realizou uma enquete, neste domingo (12), e teve ajuda dos seguidores para dar nome à cobra.

Leia mais: Felipe Neto alfineta Globonews durante entrevista para a própria emissora

As opções para votos eram: Damares [Alves], [Bia] Kicis, em referência à deputada federal; e Sarah [Winter], militante bolsonarista. Com maioria, o nome da ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos foi eleito para batizar a Naja, que se encontra no Zoológico de Brasília. Diante da repercussão da enquete, Damares se pronunciou e lançou um desafio ao jornalista. Ela informou que não se importa em ter o nome ligado à serpente, “quanto mais a uma cobra tão rara”. Porém, ela acataria o batizado caso “o jornalista colocasse ele mesmo a plaquinha com meu nome no pescoço da cobra”.

A enquete mostra Damares como nome escolhido para a cobra (Reprodução/Twitter)

“Até organizo uma linda cerimônia de batismo. Mas tem que ser ele, o jornalista, a colocar a plaquinha e a cobra não pode estar sedada. Se ele topar, eu até ajudo a levantar a hashtag #damaresnaja”, rebateu a ministra. Ela ainda sugeriu que a enquete tinha a intenção de ridicularizar mulheres e questionou: “Até onde ele [Sant’Anna] é macho?”.

Leia mais: Jovem morre após ser baleada por GCM em baile funk no interior de SP

Leia a reportagem completa no Metrópoles, parceiro do BHAZ.

Comentários