Home NotíciasBH‘O caminho foi longo, mas parece que estamos chegando ao final’, diz Kalil

‘O caminho foi longo, mas parece que estamos chegando ao final’, diz Kalil

alexandre kalil prefeito bh

“O caminho foi muito longo, mas parece que estamos chegando ao final, ao final de um novo tempo, que logicamente vai demorar para ser o normal que todos conhecemos”. Com esse raciocínio, o prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil (PSD), abriu um pronunciamento no início da noite desta segunda-feira (13) para afirmar que acredita estar se iniciando, nos próximos dias, uma nova fase da quarentena na capital mineira.

“Queria me dirigir a você de boa fé, que tem inteligência. Você que sabe que vai ter que vir balançando em um ônibus lotado, contaminado, porque não tem solução. Respeitar um pouco a ciência, respeitar um pouco a lógica. Cada dia a gente aprende uma coisa nova”, afirmou o prefeito, antes de dizer que BH atingiu hoje o número de 390 leitos de UTI exclusivos para pacientes com Covid-19 – a quantidade inicial era de 80.

Leia mais: Kalil cancela ida a reunião após Zema não confirmar presença

“A guerra não acabou, mas está caminhando para acabar. Quero que vocês saibam da minha tristeza, que vocês saibam que eu vou enfrentar essa guerra”, afirmou Kalil em outro trecho, ao sinalizar que fará uma reunião com os comerciantes na próxima quarta-feira com novos protocolos. A capital mineira funciona, desde o dia 29 de junho, apenas com a abertura de segmentos considerados essenciais.

“Ninguém sabe o que eu estou passando, ninguém tem ideia o que eu estou passando. Mas tem uma coisa que eu não vou levar para minha vida, para minhas costas: é a morte. E a morte está cada vez mais perto, o doente agora é seu vizinho, seu amigo, é conhecido do seu conhecido. Ela está chegando muito próxima da gente”, complementou.

Leia mais: Em carta à Conmebol, Globo rescinde contrato da Libertadores

Emoção

Com a voz embargada, o prefeito de BH encerrou a transmissão pedindo desculpas. “Me desculpem, estou muito sem condição de conversar no tom que eu converso, mas vocês são meus protegidos”, disse. Segundo o boletim da SES-MG (Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais) divulgado hoje, a capital mineira chegou a 10.348 casos confirmados de Covid-19 e a 270 óbitos causados pela doença.

“Todos que morreram nesta cidade, os 270 que morreram nesses meses morreram com cuidados com especialistas, com médicos, com intensivistas… Com toda a rede que é necessária para cuidar de um cardiopata, de um diabético, que um cara que tem pressão alta”, afirmou Kalil.

Antes, o prefeito voltou a atacar o que chama de “parasitas do vírus”. “Esse pessoal nojento que fica se aproveitando de mortos, de situações dramáticas, isso não me afeta. O que me afeta é morte”.

Thiago Ricci

Thiago Ricci

Editor-chefe do BHAZ desde agosto de 2018, cargo ocupado também entre 2016 e 2017. Jornalista pós-graduado em Jornalismo Investigativo, pela Abraji/ESPM. Editor-chefe do SouBH entre 2017 e 2018; correspondente do jornal O Globo em Minas Gerais, entre 2014 e 2015, durante as eleições presidenciais; com passagens pelos jornais Hoje em Dia e Metro, TVs Record e Band, além da rádio UFMG Educativa, portal Terra e ONG Oficina de Imagens. Teve reportagens agraciadas pelos prêmios CDL, Délio Rocha, Adep-MG e Sindibel.

Comentários