Home NotíciasBrasilComerciantes hostilizam prefeito em protesto por reabertura de lojas

Comerciantes hostilizam prefeito em protesto por reabertura de lojas

Lojistas da cidade de Ribeirão Preto, em São Paulo, chutaram o carro particular do prefeito Duarte Nogueira (PSDB), durante protesto, em frente ao Palácio Rio Branco, sede da administração municipal, nesta quarta-feira (15). O carro só conseguiu sair da frente do Palácio com a intervenção dos militares e da GCM (Guarda Civil Metropolitana). A categoria quer a reabertura dos comércios.

Um grupo de 50 comerciantes bloqueou a saída do veículo, segundo a Polícia Militar. Os manifestantes bateram no carro e hostilizaram o prefeito. Eles protestavam contra o decreto da Prefeitura de Ribeirão Preto, que proibiu as vendas do comércio no sistema de retirada no local. Somente o delivery e o drive-thru estão autorizados, das 10h às 20h, de segunda a sexta-feira, e das 10h às 14h, aos sábados. No domingo, a abertura do comércio é proibida.

Vídeo

Leia mais: PM proíbe uso de mata-leão em abordagens em São Paulo

Um vídeo circula nas redes sociais e o exato momento em que o grupo cerca o veículo e chama o prefeito de “vagabundo”, “safado e “ladrão. Uma outra manifestante diz que “quer trabalhar”. Assista:

Até essa terça-feira (14), Ribeirão Preto registrava 8.121 casos confirmados do novo coronavírus e 250 mortes em decorrência da doença.

Leia mais: Golpistas fingem ser suporte de lojas no Instagram para clonar Whatsapp

O que diz a Prefeitura

A Prefeitura de Ribeirão Preto informou, por meio de nota, que tudo foi registrado por câmeras. “Todos aqueles que ultrapassaram o limite da livre manifestação e incitaram ou praticaram violência serão identificados e devem responder pelos seus atos criminosos, perante a lei”. A administração municipal disse ainda que “repudia com veemência os atos descabidos, inconsequentes e inaceitáveis praticados por agressores”, finaliza.

Marcela Gonzaga

Marcela Gonzaga

Editora do BHAZ desde fevereiro de 2020. Jornalista graduada pela Newton Paiva. Trabalhou como produtora de TV e chefe de produção durante 14 anos, com passagens pela RecordTV, Rede Minas, RedeTV!, TV TRT-MG e TV TJMG.

Comentários