Home NotíciasCoronavírusEUA anunciam avanço para fase final de vacina contra Covid-19

EUA anunciam avanço para fase final de vacina contra Covid-19

tubos sangue luvas

Um dia após a Rússia divulgar resultados “promissores” no desenvolvimento de uma vacina contra a Covid-19 (leia aqui), os Estados Unidos também informaram que tiveram sucesso nos testes para a imunização. A empresa norte-americana Moderna informou, nessa terça-feira (14), que vai avançar para a terceira fase de desenvolvimento da vacina.

A empresa de biotecnologia publicou os resultados no Jornal de Medicina da Nova Inglaterra e espera começar a terceira fase no dia 27 de julho, quando 30 mil moradores dos Estados Unidos serão cobaias. Alguns participantes receberão uma dose de 100 microgramas do imunizante, e outros receberão um placebo.

Leia mais: Covid-19: Mudança de sistema causará salto no número de mortes em MG

De acordo com a publicação científica, 100% dos participantes da primeira fase desenvolveram anticorpos neutralizantes do vírus. As cobaias foram 45 pessoas “saudáveis”, de 18 a 55 anos. Elas receberam doses de 100 e 50 microgramas do imunizante, além do placebo.

Todos os pacientes que passaram pelas fases 1 e 2 apresentaram reações à vacina, consideradas comuns, como fatiga, arrepios, dor de cabeça e mialgia. O objetivo do estudo é saber se a vacina é capaz de evitar a infecção pelo novo coronavírus Sars-Cov-2 ou, mesmo se o contágio ocorrer, se ela será capaz de evitar que a pessoa desenvolva sintomas.

Vacina russa

Leia mais: Caixa credita hoje saque emergencial do FGTS para nascidos em junho

A Rússia havia anunciado, no último domingo (12), que também havia avançado no desenvolvimento de uma vacina e que já espera colocar uma pequena quantidade do imunizante em circulação já em agosto. Segundo a Universidade Sechenov, os primeiros resultados, obtidos após um teste em dois grupos de 38 voluntários, iniciado em 18 de junho, são satisfatórios.

Ao contrário da pesquisa norte-americana, não foram publicados estudos ou artigos científicos sobre a pesquisa e o desenvolvimento da vacina. Ainda assim, o diretor do Instituto de Medicina e Biotecnologias da universidade, Vadim Tarasov, garante que os primeiros testes foram concluídos com sucesso.

Sofia Leão

Sofia Leão

Estudante de Jornalismo na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Escreve com foco na editoria de Esportes no BHAZ.

Comentários