Home NotíciasBHDemitido, gari perde a mãe e tem moto furtada no mesmo dia em BH: ‘Deus abençoe quem pegou’

Demitido, gari perde a mãe e tem moto furtada no mesmo dia em BH: ‘Deus abençoe quem pegou’

O gari André Araújo Leandro Pereira, de 37 anos, sensibiliza internautas de diferentes regiões, ao longo dos últimos dias, por conta de um vídeo publicado nas redes sociais. Nas imagens, o morador de Santa Luzia, na Grande BH, conta que teve a moto roubada no mesmo dia em que a mãe morreu. O caso ocorreu na região Oeste da capital, ao lado do hospital Madre Tereza.

A gravação em que André aparece emocionalmente abalado viralizou e amigos se mobilizaram para ajudá-lo, por meio de uma vaquinha. A moto da marca Honda, modelo Titan, azul, de placa QPP-4994, foi furtada na avenida Raja Gabaglia, no bairro Gutierrez, em 7 de julho, mesmo dia do falecimento da mãe do homem. Ela morreu em decorrência de problemas no coração.

Leia mais: Grávida descobre que amante do marido também está dando à luz em hospital

“Meu irmão me ligou e disse que minha mãe estava morrendo. Pedi para meu encarregado para sair mais cedo do trabalho e corri para o hospital. O estacionamento do hospital era caro, aí vi outras motos e parei ao lado. Eu tinha acabado de descobrir que minha mãe tinha morrido e desci. Quando eu cheguei lá embaixo a minha moto não tava mais lá. Fiz o boletim pelo 190 e fui embora para casa a pé”, conta André ao relembrar a situação.

André com sua moto (André Araújo/Arquivo pessoal)

Vídeo

Leia mais: Cozinheira é encontrada morta por asfixia na casa onde trabalhava

Um colega de trabalho teve a ideia de fazer o vídeo. No registro, André implora que a pessoa que furtou a moto devolva o veículo ou que a abandone em algum lugar. Ele diz também que fazia “bico” como entregador de delivery, o que ajudava a pagar as contas. O gari tem cinco filhos e paga pensão.

“Quem pegou, pelo amor de Deus, me ajuda aí. Eu sou gari, entendeu. Tenho cinco filhos para tratar. Eu já estou com um sentimento ruim pela minha mãe e agora perco a minha moto. Faz isso não, gente. Quem pegou, que Deus abençoe com um emprego, alguma coisa, mas não tira isso de uma pai de família. Quem pegou põe ela na rua. Põe em qualquer lugar”, suplica.

Vaquinha

Para piorar a situação, André foi demitido e está cumprindo aviso prévio. Ele procura por um novo emprego. Para ajudá-lo, os amigos montaram uma vaquinha online e ele já tem planos para o dinheiro. “Pagar as dívidas da pensão, pagar a prestação do apartamento, para não perder o apartamento e o que sobrar dar uma entrada em uma moto”, afirma.

Com essa manifestação de carinho, André tem esperanças. “Eu estou triste mesmo pela minha mãe, porque ela não vai voltar. Eu preciso da moto para trabalhar e agradeço a todo mundo que está me ajudando. Creio em Deus e sei que Deus vai me ajudar nesse momento difícil”, finaliza.

Para ajudar o André, basta clicar aqui.

Marcela Gonzaga

Marcela Gonzaga

Editora do BHAZ desde fevereiro de 2020. Jornalista graduada pela Newton Paiva. Trabalhou como produtora de TV e chefe de produção durante 14 anos, com passagens pela RecordTV, Rede Minas, RedeTV!, TV TRT-MG e TV TJMG.

Comentários