Jovem com Covid-19 participa de festa e vira alvo da polícia em Minas

delegacia andradas
Caso está sendo investigado pela Polícia Civil de Andradas (Google Street View/Reprodução)

A PCMG (Polícia Civil de Minas Gerais) instaurou inquérito para apurar a conduta de um jovem de 21 anos que, mesmo sabendo que estava com suspeita de Covid-19, participou de uma festa em Andradas, no Sul de Minas Gerais. O rapaz teve o diagnóstico confirmado para a doença.

A delegada Michele Cristine, responsável pelo caso, disse que tanto o jovem, quanto o organizador da festa serão investigados. Ela frisou que o rapaz sabia da possibilidade de estar infectado com o novo coronavírus, mas mesmo assim descumpriu o isolamento e compareceu à festa.

“É preciso que a gente saliente que neste momento delicado que estamos passando, a conduta irresponsável de uma pessoa pode gerar consequências para toda uma população, para toda uma comunidade”, afirmou destacando que os envolvidos serão investigados pelos crimes dos artigos 131, 132 e 268 do Código Penal.

A autoridade policial resumiu os crimes dos artigos citados. “Esses crimes tipificam, em resumo, a exposição da vida e da saúde de outras pessoas a risco, inclusive com infringência a regras determinadas pelos poderes públicos. Nós esperamos que não sejam mais necessárias as instaurações de inquéritos nesse sentido, todavia não exitaremos em fazê-lo se for necessário”.

Covid-19

A Prefeitura Municipal de Andradas, por meio da Secretaria Municipal de Saúde e Ação Social, informa que, até essa quinta-feira (16), a cidade tem 48 casos confirmados de Covid-19 e uma morte. Vinte pacientes estão realizando tratamento, enquanto 27 já se recuperaram. O município ainda investiga um óbito.

Minas Gerais, por sua vez, tem 87.271 caso confirmados e 1.904 mortes, de acordo com a SES-MG (Secretaria de Estado de Minas Gerais). Os casos em acompanhamento são de 25.233 e e recuperados 60.134.

Reforce a proteção contra o vírus

A SES-MG orienta que a população tome algumas medidas de higiene respiratória para evitar a propagação da doença, são elas:

  • Lavar as mãos frequentemente com água e sabonete por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização. Se não houver água e sabonete, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool.
  • Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas.
  • Evitar contato próximo com pessoas doentes.
  • Ficar em casa quando estiver doente.
  • Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo.
  • Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.
Vitor Fórneas
Vitor Fórneasvitor.forneas@bhaz.com.br

Repórter do BHAZ desde maio de 2017. Jornalista graduado pelo UniBH (Centro Universitário de Belo Horizonte) e com atuação focada nas editorias de Cidades e Política.