Home NotíciasBHVereadora de BH recupera redes sociais após sofrer ataque de hacker

Vereadora de BH recupera redes sociais após sofrer ataque de hacker

bella gonçalves vereadora cmbh recupera redes

A vereadora de Belo Horizonte Bella Gonçalves (PSOL-MG), que sofreu um ataque virtual e teve os perfis nas redes sociais invadidos e apagados por um hacker (leia aqui), conseguiu recuperar a maioria dos perfis nesta sexta-feira (24). A parlamentar denunciou o crime à Polícia Civil e acredita que o ataque tenha uma motivação política por trás.

Após fazer a denúncia na Delegacia Especializada em Investigações de Crimes Cibernéticos, que investiga o caso, Bella Gonçalves entrou em contato com o suporte do Instagram, do Twitter e da conta de e-mail para recuperar os perfis. O Instagram e o e-mail já voltaram para o domínio da vereadora. A conta no Twitter segue fora do ar, mas não está mais sob o controle do hacker.

Leia mais: Agiota é preso por matar mulher durante festa em Betim

“O registro feito na Polícia Civil foi fundamental para que as redes adotassem providências, principalmente porque são perfis de comunicação política”, pontua a parlamentar. Apesar de ter recuperado a conta de e-mail, a vereadora ainda tenta resgatar cerca de 60 mil e-mails que foram copiados e apagados da plataforma. 

Caráter político

Leia mais: UFMG tem primeiro dia de aulas online e alunos não economizam queixas

Bella Gonçalves afirma que a equipe parlamentar e os policiais responsáveis pela investigação acreditam que o ataque tenha sido motivado por um caráter político. Um dos fatores que os levam a acreditar nessa teoria é que o responsável pelo ataque não tentou fazer movimentações financeiras no nome da vereadora.

“O ataque aconteceu exatamente neste período de pré-campanha, para uma eleição muito influenciada pela internet. O primeiro conteúdo a ser apagado das redes foi o vídeo de lançamento da pré-campanha. Nas últimas eleições, isso aconteceu muito e, na próxima, isso pode ser bastante comum. É preciso ter formas de blindar este tipo de atividade” afirma.

Números

De acordo com a Polícia Civil, o número de crimes cibernéticos registrados em Minas Gerais, de janeiro a junho de 2020, representa um aumento de 37% em relação ao mesmo período do ano passado. Só em Belo Horizonte, o crescimento das ocorrências é de 39%, neste ano, em relação ao que foi registrado entre janeiro e junho de 2019.

“Às vezes precisamos de uma queda para nos levantarmos mais fortes, e perceber a importância de levar a segurança digital a sério. As redes sociais precisam adotar mais medidas de proteção social e coletiva. O chefe da Delegacia Especializada em Investigações de Crimes Cibernéticos me disse que é muito comum que hackers sejam contratados para destruir perfis políticos”, alerta Bella Gonçalves.

Hacker cobrou ‘resgate’

A vereadora teve os perfis invadidos e deletados na madrugada da última sexta-feira (17). No domingo (19), ela passou a receber mensagens do hacker no WhatsApp, pedindo que Bella pagasse aproximadamente R$ 3 mil para que as contas fossem devolvidas. Ela afirma que não respondeu às mensagens e, na segunda-feira (20), fez a denúncia na Polícia Civil, que tenta rastrear as mensagens e identificar a identidade do hacker.

bella ataque rede social
A parlamentar ainda recebeu uma mensagem do invasor (WhatsApp/Reprodução)
Sofia Leão

Sofia Leão

Estudante de Jornalismo na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Escreve com foco na editoria de Esportes no BHAZ.

Comentários