Home NotíciasCoronavírusMinas tem aumento de 154% nas mortes por Covid-19 no mês de julho

Minas tem aumento de 154% nas mortes por Covid-19 no mês de julho

coronavirus minas

Minas Gerais segue registrando altos números de óbitos diários pelo novo coronavírus. De acordo com a SES-MG (Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais), 90 mortes foram confirmadas nesta terça-feira (28), além de 2.927 novos casos da doença. Em comparação com o número de óbitos registrados no último dia 1º, o estado teve um aumento de 154% de pessoas que perderam a vida por causa do vírus.

O estado já possui 116.645 casos confirmados do novo coronavírus, com 2.551 óbitos registrados. Confira a mudança nos números do novo coronavírus em Minas, de ontem para hoje, de acordo com dados do boletim epidemiológico:

Leia mais: Kalil anuncia flexibilização do comércio em BH: ‘A pandemia não acabou’
  • 116.645 casos confirmados (aumento de 2,6%)
  • 2.551 mortes confirmadas (aumento de 3,7%)
  • 27.300 casos em acompanhamento (aumento de 1,4%)
  • 86.794 casos recuperados (aumento de 3%)

Belo Horizonte tem 17.714 casos e 483 mortes, segundo boletim da SES-MG. Nesta terça-feira, foram 24 mortes em 24 horas. A capital mineira teve um aumento de 5,6% nos novos casos e de 5,22% nas mortes.

Pior mês

Leia mais: BH amanhece com sensação de -1ºC e frio deve seguir durante a semana

O mês de julho já é o pior da epidemia em Minas Gerais. No dia 1º, eram 1.007 óbitos confirmados. O boletim divulgado hoje mostra 2.551 óbitos e, com isso, um incremento de 154% em menos de um mês. Olhando para os casos confirmados da doença, a situação é semelhante. No dia 1º, eram 47.584 casos da doença e, atualmente, são 116.645, o que representa um aumento de 145%.

Reforce a proteção contra o vírus

A SES-MG orienta que a população tome algumas medidas de higiene respiratória para evitar a propagação da doença, são elas:

  • Lavar as mãos frequentemente com água e sabonete por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização. Se não houver água e sabonete, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool.
  • Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas.
  • Evitar contato próximo com pessoas doentes.
  • Ficar em casa quando estiver doente.
  • Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo.
  • Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.
Vitor Fernandes

Vitor Fernandes

Repórter do BHAZ desde fevereiro de 2017. Jornalista graduado pela PUC Minas, com experiência em redações de veículos de comunicação. Trabalhou na gestão de redes do interior da Rede Minas e na parte esportiva da UOL.

Comentários