Home NotíciasBHLindéia é o bairro de BH com mais mortes; Buritis tem mais casos

Lindéia é o bairro de BH com mais mortes; Buritis tem mais casos

cemitério bh sepultamento

O novo coronavírus já matou 482 pessoas em Belo Horizonte, até essa quarta-feira (29). O bairro Lindéia, na região do Barreiro, lidera o número de óbitos na capital, com 11 vítimas. A cidade registra 19.112 casos confirmados da Covid-19, de acordo com o Boletim Epidemiológico e Assistencial da PBH (Prefeitura de Belo Horizonte). E o Buritis, na região Oeste, é o bairro com mais infectados.

A relação de casos e mortes causadas pela Covid-19, divulgadas pela prefeitura, traz registros feitos até o dia 24 de julho. Até essa data, o bairro Lindéia apresentava o maior número de óbitos em decorrência da doença. Foram registradas 11 mortes. Serra e Cabana Pai Tomás têm, cada um, nove mortes. Já o bairro Santa Terezinha vem na sequência, com oito vítimas.

Leia mais: Adotados por conveniência: Abandono de animais se multiplica na pandemia

Casos confirmados

Os casos confirmados da Covid-19 continuam aumentando na capital mineira e o bairro Buritis tem o maior registro de pacientes com o vírus [108]. Na sequência aparecem Lourdes [92], Castelo [82] e Alto Vera Cruz [72] e Serra [73]. Os números são referentes a casos de SG [síndrome gripal] e SRAG [síndrome respiratória aguda grave].

A relação de casos e óbitos registrados em Belo Horizonte pode ser visto clicando aqui.

Leia mais: Avião com ao menos 191 pessoas parte em dois durante pouso na Índia

Reforce a proteção contra o vírus

A SES-MG (Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais) orienta que a população tome algumas medidas de higiene respiratória para evitar a propagação da doença, são elas:

  • Lavar as mãos frequentemente com água e sabonete por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização. Se não houver água e sabonete, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool.
  • Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas.
  • Evitar contato próximo com pessoas doentes.
  • Ficar em casa quando estiver doente.
  • Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo.
  • Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.
Vitor Fórneas

Vitor Fórneas

Repórter do BHAZ desde maio de 2017. Jornalista graduado pelo UniBH (Centro Universitário de Belo Horizonte) e com atuação focada nas editorias de Cidades e Política.

Comentários