Home NotíciasBrasilFelipe Neto é ameaçado na porta de casa após críticas a Bolsonaro

Felipe Neto é ameaçado na porta de casa após críticas a Bolsonaro

felipe neto ameacas casa

O influenciador digital Felipe Neto tem sido vítima de suscetivos ataques nas redes sociais, na última semana, após criticar o presidente Jair Bolsonaro (sem partido). Ao Jornal Nacional, ele contou, nessa quinta-feira (30), que as ameaças chegaram até a porta de sua casa, em um condomínio no Rio de Janeiro (RJ).

Felipe Neto estava dentro de casa no momento em quem um carro de som parou na entrada do condomínio onde mora. Um homem gritava no microfone, identificado nas redes sociais com o “Cavallieri, o guerreiro de Bolsonaro”: “Chega, chega! Cadê você, Felipe Neto?”. Um outro, que gravou o momento com o celular, quis aparecer: “Eu boto a cara, eu boto a cara junto”, disse.

Leia mais: Equipe econômica estuda prorrogar auxílio emergencial até dezembro por pressão política

As imagens foram postadas no Facebook do autor, bem como uma ilustração em que Cavalieri aparece com um fuzil em mãos. Em outro vídeo, mais ameaças: “É, Felipe Neto. A gente vai se encontrar em breve. Eu quero ver se ‘tu’ é macho. Eu quero ver ‘tu’ tirar onda comigo. Teus seguranças não me intimidam não, irmão, que aqui também o bonde é pesado”. Assista:

Ameaças constantes

Leia mais: Golpistas fingem ser suporte de lojas no Instagram para clonar Whatsapp

Em entrevista ao Jornal Nacional, o influenciador digital falou das ameaças. “Virem atrás de mim, dentro da minha casa, é um nível de perseguição que eu não imaginei que aconteceria. Sabe aquele vilão de novela, que você fala assim: não existe na vida real? Mas existe. Ele está aí, ele acontece. E eu estou vendo agora na prática até onde as pessoas são capazes de ir”, contou.

Após o jornal norte-americano “The New York Times” publicar um vídeo de Felipe Neto, que teve grande repercussão, os ataques aumentaram. No vídeo, ele diz que Bolsonaro é o pior líder do mundo no combate ao novo coronavírus. Com isso, uma campanha de destruição de imagem começou forte nas redes sociais e, na tarde dessa quarta-feira (29), saiu do âmbito virutal. “Pilantra, pilantra, pilantra. Para mim é um pedófilo disfarçado de apresentador de crianças”, acusou Cavallieri com um microfone na frente da casa do influenciador.

Os ataques surtiram efeito e já sujam a imagem de Felipe Neto. Em levantamento feito pela assessoria do influenciador, nos sites de busca, o nome do famoso já está ligado ao termo pedófilo. “Eu nunca imaginei que fosse passar por isso, eu nunca dei qualquer margem ou qualquer suspeita, ou levantei qualquer tipo de insinuação que pudesse levar qualquer pessoa a me associar com esse crime tão perverso, tão odioso. E ver isso acontecendo… As pessoas, por não terem nada para falar sobre mim, inventarem posts. Pegarem a minha foto e montarem no photoshop posts como se eu tivesse escrito. Aquilo mostra o quão vil é o coração dessas pessoas. O quanto elas estão dispostas a fazer o que quer que seja”.

Vai processar

O influenciador reforçou sua segurança e da família alguns meses atrás, no momento em que os ataques começaram a aparecer com mais consistência. Além disso, ele conta com a ajuda de especialistas em tecnologia que rastreiam e registram as ameaças, enviando para a polícia na sequência. Outra medida foi a contratação de uma equipe de advogados para processar os responsáveis pelas notícias falsas. As ameaças sofridas na porta de casa também serão denunciadas.

“Discorde de mim, me questione, exponha erros que eu tenha cometido ou possa ter falado. Mas não minta. Não tente atacar com ódio, com raiva e com vontade de arruinar a vida da pessoa. Porque o que está acontecendo comigo hoje, pode amanhã acontecer com você que está fazendo isso, pode acontecer com alguém da sua família, pode acontecer com qualquer pessoa do país. Então, tenha responsabilidade usando as redes sociais. Entenda que essa campanha de assassinato de reputações, ela é feita através de mentiras, ela é feita através de manipulação. E que as pessoas manipulam, que esses grandes líderes manipulam justamente essas pessoas que fazem os envios, encaminhamentos. Não seja manipulado por essa orquestra, por essa articulação”, completou.

Vitor Fernandes

Vitor Fernandes

Repórter do BHAZ desde fevereiro de 2017. Jornalista graduado pela PUC Minas, com experiência em redações de veículos de comunicação. Trabalhou na gestão de redes do interior da Rede Minas e na parte esportiva da UOL.

Comentários