Home NotíciasBHCovid-19: Estação Pampulha terá túnel de desinfecção a partir de terça-feira

Covid-19: Estação Pampulha terá túnel de desinfecção a partir de terça-feira

túnel desinfecção covid

Um túnel de desinfecção será instalado na próxima terça-feira (4) na Estação BHBus Pampulha, em Belo Horizonte. O objetivo é higienizar a população para conter o avanço do novo coronavírus pela capital mineira. Especialista ouvido pelo BHAZ acha válida a iniciativa, já que neste local há muita circulação de pessoas e, consequentemente, do vírus.

“Estamos enfrentando a Covid-19 em um cenário complexo com índices que apontam mais de 2 milhões de casos de pessoas infectadas e mais de 90 mil óbitos. Infelizmente essa curva está crescendo e a iniciativa de oferecer mais uma alternativa de higienização vai contribuir para reduzir essa curva”, explica o presidente do Transfácil (Consórcio Operacional do Transporte Coletivo de Passageiros por Ônibus do Município de Belo Horizonte), Ralison Guimarães.

Leia mais: Covid-19: BH registra 53 mortes em 24 horas; comércio vai reabrir

A cabine de desinfecção vai emitir uma névoa de água ozonizada na pessoa, mas o produto não faz mal, já que o equipamento processa a solução do gás na água em um percentual muito abaixo do que poderia ser prejudicial ao ser humano. Esta medida é uma forma de auxiliar no combate ao novo coronavírus e não exclui a necessidade das demais práticas, como isolamento social, uso de álcool 70%, dentre outros.

cabine desinfecção
Cabine será instalada na Estação Pampulha (Transfácil/Divulgação)

‘Iniciativa válida’

Leia mais: Tradicional Bolão, no Santa Tereza, teme fechamento após 59 anos

Para o médico infectologista Leandro Curi, o Túnel de Desinfecção é uma iniciativa válida. “Toda forma de desinfecção é válida. Digo isso, pois em locais abertos nós temos pouco acesso à higienização. Não temos, por exemplo, banheiros com qualidade, álcool em gel com disponibilidade. Além do mais, estações de ônibus têm muitas pessoas circulando e por lá o vírus também circula mais”, diz.

O especialista defende a expansão da iniciativa, assim como a manutenção ao término da pandemia. “Almejo que isso seja expandido e perdure para mantermos higienizados. Os hábitos de higienização precisam ser perpetuados. Vejo como vantajosos, mesmo não sabendo o grau de eficácia. Toda iniciativa em prol da desinfecção é bem-vinda”, conclui.

A iniciativa é do Transfácil (Consórcio Operacional do Transporte Coletivo de Passageiros por Ônibus do Município de Belo Horizonte), da Fiemg (Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais), do Senai (Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial), BHTrans (Empresa de Transportes e Trânsito de Belo Horizonte) e PBH (Prefeitura de Belo Horizonte). A ideia é ampliar o serviço para todas as Estações de Integração.

Vitor Fórneas

Vitor Fórneas

Repórter do BHAZ desde maio de 2017. Jornalista graduado pelo UniBH (Centro Universitário de Belo Horizonte) e com atuação focada nas editorias de Cidades e Política.

Comentários