Mãe desmaia ao saber que 4 familiares morreram em acidente

acidente Peruíbe
Veículo ficou completamente destruído (PRF/Divulgação)

Uma mãe desmaiou após receber a notícia que a filha, o neto, o genro e o ex-marido dela morreram em um acidente, nesse sábado (1), na rodovia Padre Manoel da Nóbrega, em Peruíbe, no litoral de São Paulo. O motorista que provocou a batida estava alcoolizado e retornava de uma festa de forró. Ele foi preso e não terá direito ao pagamento de fiança.

A irresponsabilidade do motorista embriagado é o que mais revolta a manicure Sheila Andrade Fernandes, de 29 anos, que perdeu os entes. “Não caiu a ficha, é algo inacreditável. O mais difícil é saber que a irresponsabilidade de outra pessoa tirou a vida de toda uma família”, disse ao G1.

A batida frontal matou todos os ocupantes do carro: Glaucia Andrade de Sousa, 30 anos, Genivaldo Freire de Sousa, de 60, Enzo Gabriel Andrade dos Santos, um ano, Claudinei Souza dos Santos, 38 anos, e Johnny Cassiano Passos, de 29 anos. As vítimas morreram após o condutor de um carro esportivo invadir a contramão. O veículo, onde estavam as cinco pessoas, ficou completamente destruído.

família acidente sp
Pai, filha e neto morreram após batida (Reprodução/Arquivo pessoal)

A família das vítimas ficou sabendo das mortes pelos policiais que foram até a casa deles. “Minha mãe desmaiou e eu passei muito mal, eu estava desesperada. É chocante. Não sabemos como será nossas vidas sem eles”, disse Sheila após perder o pai, a irmã, o sobrinho e o cunhado. “Eu só sei que temos que ter fé para ter força e criarmos os filhos da minha irmã”, complementou.

Acidente

O motorista que invadiu a contramão apresentava sinais de embriaguez e confessou ter feito uso de bebida alcoólica, mas recusou fazer o teste do etilômetro. Em depoimento à Polícia Civil, ele disse que estava em uma festa desde a noite de sexta-feira, porém não lembrava o local do evento. Ele ainda disse que bebeu mais de três litros de cerveja antes de pegar estrada.

O carro que dirigia, segundo ele, pertence a uma amiga, porém ele também não lembrava quem era a dona. O homem ainda não tinha CNH (Carteira Nacional de Habilitação) e foi preso. Ele foi indiciado por embriaguez ao volante e homicídio, sem direito a fiança.

Vitor Fórneas
Vitor Fórneasvitor.forneas@bhaz.com.br

Repórter do BHAZ desde maio de 2017. Jornalista graduado pelo UniBH (Centro Universitário de Belo Horizonte) e com atuação focada nas editorias de Cidades e Política.