UFMG tem primeiro dia de aulas online e alunos não economizam queixas

ufmg prédio reitoria campus pampulha
As aulas da UFMG ficaram paralisadas por mais de quatro meses, por conta da pandemia de Covid-19 (Amanda Dias/UFMG)

As aulas dos cursos de graduação da UFMG voltaram na manhã desta segunda-feira (3), por meio do ensino remoto, e o Twitter já se encheu de reclamações dos alunos sobre as aulas online e o funcionamento do sistema. O nome da universidade é um dos assuntos mais comentados da rede social hoje e a principal queixa é de que o Moodle, plataforma virtual de educação usada pela instituição, não está funcionando.

As reclamações vão desde o sistema fora do ar até barulhos de obras que podem ser ouvidos ao fundo e atrapalham as aulas, e os memes brincando com a situação também tomaram conta da internet. “Moodle da UFMG para de funcionar no suposto primeiro dia de EAD e choca um total de 0 pessoas”, escreveu um estudante no Twitter.

De acordo com a assessoria de imprensa da UFMG, o Moodle está fora do ar porque houve um acesso muito superior ao que havia sido planejado para o horário e o sistema foi sobrecarregado. A equipe de técnicos da universidade já está trabalhando para resolver o problema, mas ainda não há previsão para o retorno do funcionamento da plataforma.

Repercussão

As aulas da UFMG ficaram paralisadas por mais de quatro meses, por causa da pandemia de Covid-19, e a modalidade de ensino virtual foi adotada como regime emergencial. Confira as queixas e os memes publicados pelos alunos sobre o início do ensino remoto da universidade:

Sofia Leão
Sofia Leãosofia.leao@bhaz.com.br

Estudante de Jornalismo na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Escreve com foco na editoria de Esportes no BHAZ.