Cruzeiro desiste de partida e Uberlândia é declarado campeão de torneio

cruzeiro uberlandia
Partida havia sido cancelada após 13 jogadores testarem positivo para Covid-19 (Bruno Haddad/Cruzeiro)

Após o cancelamento da final do Troféu Inconfidência, que aconteceria nesta quarta (5), no Mineirão, o Cruzeiro informou que decidiu abrir mão da disputa definitivamente. Com isso, o Uberlândia, que jogaria contra a equipe celeste nesta noite, foi declarado o campeão oficial do torneio e a partida, que foi cancelada por causa da Covid-19, não será reposta.

Em nota (leia na íntegra abaixo), o Cruzeiro defendeu que a decisão foi baseada em “fair play” e disse que formalizou a desistência da disputa junto à FMF (Federação Mineira de Futebol) “em solidariedade ao time do Triângulo Mineiro, que possui em seu elenco, diversos atletas diagnosticados com Covid-19”.

“O posicionamento do Clube se baseou em diversos fatores, mas foi norteado especialmente pelo princípio do fair play, por entender que a essência do futebol é promover uma disputa justa entre as equipes, o que deixou de ser possível no atual cenário, e pela preservação da saúde e da vida dos atletas”, completou a Raposa, que também aproveitou a oportunidade para parabenizar os adversários e agradecer à FMF.

Jogo cancelado

Um pouco mais cedo, a FMF anunciou que havia decidido cancelar a final do Troféu Inconfidência, que seria disputada por Cruzeiro e Uberlândia nesta noite. A decisão veio após 13 jogadores do time do Triângulo Mineiro testarem positivo para a Covid-19. Antes da desistência do Cruzeiro, a federação havia informado que detalhes sobre a reposição da partida seriam discutidos posteriormente.

A Federação divulgou uma nota (leia na íntegra aqui) esclarecendo que os jogadores que contraíram a doença estão assintomáticos, mas, como não haveria tempo hábil para a realização de contraprova para confirmar os diagnósticos, a única saída foi cancelar a partida. O comunicado ressaltou que a era “prioridade absoluta a integridade física dos jogadores, membros de comissões técnicas, árbitros e demais profissionais envolvidos”.

O Cruzeiro já havia divulgado um primeiro comunicado, em que informava que o clube foi consultado pela Federação e que concordou com a não realização da partida em solidariedade ao Uberlândia. Agora, com a mesma motivação, o time decidiu abrir mão da disputa pelo troféu. A FMF ainda não se manifestou publicamente sobre a definição do torneio.

Nota do Cruzeiro na íntegra

Diante da impossibilidade da realização da partida diante do Uberlândia nesta quarta-feira, em solidariedade ao time do Triângulo Mineiro, que possui em seu elenco diversos atletas diagnosticados com Covid-19, o Cruzeiro Esporte Clube formalizou junto à Federação Mineira de Futebol a intenção de abrir mão da disputa do Troféu Inconfidência, sugerindo, assim, que o Uberlândia Esporte Clube fosse declarado como o legítimo campeão do torneio.

O posicionamento do Clube se baseou em diversos fatores, mas foi norteado especialmente pelo princípio do fair play, por entender que a essência do futebol é promover uma disputa justa entre as equipes, o que deixou de ser possível no atual cenário, e pela preservação da saúde e da vida dos atletas, em um momento atípico de pandemia pelo qual o mundo atravessa, e que afetou diretamente a realização da partida.

O Cruzeiro aproveita para agradecer publicamente a Federação Mineira de Futebol por acatar o pedido e parabeniza o Uberlândia pelo título e pela campanha no Campeonato Mineiro e no Troféu Inconfidência. O Clube também reforça, mais uma vez, os votos de pronta recuperação aos atletas da equipe uberlandense.

Giovanna Fávero
Giovanna Fáverogiovanna.favero@bhaz.com.br

Estudante de Jornalismo na Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (PUC-MG). Escreve com foco na área de Guia e Cultura no BHAZ.