Minas bate recorde no registro de mortes por Covid-19 na últimas 24h

Funcionários da saúde em ambulância
Minas bateu recorde no registro de mortes por Covid-19 em 24h (Amanda Dias/BHAZ)

Minas Gerais teve um novo recorde no registro de mortes em decorrência da Covid-19 nesta quarta-feira (5). De acordo com o boletim da SES-MG (Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais), foram 152 novos óbitos contabilizados e 3,9 mil infectados nas últimas 24h.

Com isso, o estado chega à marca de 139,6 mil pessoas contaminadas pelo novo coronavírus e 3.195 mortes. Confira a mudança nos números em comparação com o boletim dessa terça (4):

  • 139.661 casos confirmados (aumento de 2,8%)
  • 3.195 mortes (aumento de 4,9%)
  • 28.102 casos em acompanhamento (aumento de 1,2%)
  • 108.364 casos recuperados (aumento de 3,2%).

Este é o segundo dia consecutivo em que Minas Gerais registra um alto número de óbitos, nessa terça, foram 149 mortes. O secretário de estado de Saúde, Carlos Eduardo Amaral, adiantou na última segunda-feira (3), que a alta nos números seria causada por uma atualização no sistema de contagem das vítimas (relembre aqui).

Isso se deve à troca do banco de dados para o Sivep-Gripe, sistema do Governo Federal. “Neste momento, entendemos que o Sivep-Gripe já está suficiente atualizado para que a gente faça a migração da notificação que é feita ao estado de Minas. Ou seja, os municípios avaliam óbito e demoram um tempinho para notificar a SES-MG. Por outro lado, o Sivep-Gripe é quase instantâneo a notificação”, disse Carlos Eduardo.

Reforce a proteção contra o vírus

A SES-MG (Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais) orienta que a população tome algumas medidas de higiene respiratória para evitar a propagação da doença, são elas:

  • Lavar as mãos frequentemente com água e sabonete por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização. Se não houver água e sabonete, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool.
  • Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas.
  • Evitar contato próximo com pessoas doentes.
  • Ficar em casa quando estiver doente.
  • Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo.
  • Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.
Rafael D'Oliveira
Rafael D'Oliveirarafael.doliveira@bhaz.com.br

Repórter do BHAZ desde janeiro de 2017. Formado em Jornalismo e com mais de cinco anos de experiência em coberturas políticas, econômicas e da editoria de Cidades. Pós-graduando em Poder Legislativo e Políticas Públicas na Escola Legislativa.