Artistas homenageiam Gésio Amadeu, morto vítima de Covid-19

Gésio Amadeu em Chiquititas
Gésio Amadeu morreu vítima da Covid-19 (Reprodução/@ flaviamonteiro/Instagram)

Gésio Amadeu, 73, morto nesta quarta-feira (5) após mais de um mês internado em um hospital de São Paulo por causa do novo coronavírus, tem ganhado muitas homenagens de artistas nas redes sociais. O ator ficou conhecido na televisão brasileira no final dos anos 1990.

A atriz Flavia Monteiro, com quem Gésio contracenou na novela infanto-juvenil “Chiquititas” (1997), lamentou a morte do colega. “Hoje a festa não armou-se na cozinha, e sim lá no céu, que recebe esse sorriso cheio de doçura e acolhimento. A nós, ficam as lembranças, o legado de um trabalho impecável e generoso e muita saudade”, escreveu Monteiro em seu perfil no Instagram.

Nelson Freitas, que também atuou com Gésio na novela transmitida pelo SBT, afirmou que foi acolhido pelo ator, o eterno Chefe Chico, quando se conheceram nos bastidores das gravações. “Que sua doçura , seu sorriso largo, suas inúmeras personagens que tanta sensibilidade e talento nos brindaram nos palcos e telas dessa vida, permaneçam em nossa memória.”

A atriz Cacau Protásio também homenageou Gésio Amadeu em seu perfil. “Eu lembro o dia que eu te conheci pessoalmente, chorei, mãos geladas de tanta alegria,que emoção, rezei todos os dias pra chegar dezembro, pra começar o nosso projeto lindo, mas Deus quis você la do ladinho dele, cuidando da gente aqui em baixo.”

Humberto Carrão escreveu: “Gésio foi grande ator e pessoa. Sorte grande o encontrar e aprender com ele. Vá em paz.” Já Dira Paes completou: “Demos boas gargalhadas. Eu admirava o seu tom de interpretação e a sua serenidade tipica dos sábios.”

Os atores Lee Taylor e Marcelo Serrado, que trabalharam com Gésio na novela “Velho Chico” (Globo) declararam eterna admiração pelo artista. “Uma tristeza ! Um ator maravilhosa e um ser humano fora de série com quem tive a honra de trabalhar.”

Folhapress
Folhapress

A Folhapress é a agência de notícias do Grupo Folha, uma das mais tradicionais do país. Comercializa e distribui diariamente fotos, textos, colunas, ilustrações e infográficos.