Mulher se assusta ao encontrar cobra de 2 metros no banheiro de casa

cobra banheiro casa
Cobra-real estava dentro da banheira (Reprodução/Silverfox Snake Rescue/SWNS)

Uma mulher tomou um susto ao encontrar uma cobra de 2 metros dentro do banheiro de sua casa em Western Cape, na África do Sul. O responsável por colocar a cobra no local foi o próprio marido, que é acostumado a fazer resgate de répteis. Contudo, ele esqueceu de avisar a esposa que o animal estava dentro da banheira. As informações são do Daily Star.

Andre du Preez, de 54 anos, foi chamado para resgatar a serpente após ser localizada escondida em outra residência. O animal estava quase congelado, e para que não morresse, ele deu um banho quente na cobra, dentro da banheira de casa. A ideia era colocá-la em um terrário logo em seguida, mas esqueceu de avisar para a mulher sobre o animal.

Susto

A esposa Tossie, de 55 anos, havia viajado e acabou voltando mais cedo. Quando chegou em casa, se deparou com a serpente trancada dentro do banheiro. O susto foi grande, mas ela não foi atacada pelo animal. “Eu estava indo para o banheiro quando voltei de viagem. Na hora que entrei, ouvi um enorme assobio e vi a cobra erguida na banheira. Eu gritei, bati a porta e corri”, disse a mulher.

cobra banheiro
Andre du Preez após capturar a cobra que estava no banheiro (IReprodução/Silverfox Snake Rescue/SWNS)

Andre resgata cobras como hobby e as libera para os campos de agricultores confiáveis, longe das casas da comunidade. O agente penitenciário faz a captura de cobras há 35 anos e calcula que salva 250 a 300 cobras por ano. “Quando ouvi os gritos, sabia que eu estava envolvido, sabia que era a cobra. Eu pensei que minha mulher demoraria mais para voltar, aí deixei a cobra uns minutos se aquecendo. Ela [a mulher] pode não ser muito alta, mas tem temperamento que pode ser mais perigoso que a cobra”, brincou.

“A temperatura da cobra caiu depois da redução do ponto hibernação. Eu sabia que um bom banho quente com alguns sais especiais iria aquecê-la e salvar sua vida. Tossie disse que espera que eu construa um banheiro em uma outra parte da casa, para que eu possa cuidar das cobras”, continuou o homem.

Caso semelhante

O agente penitenciário brincou e disse que se a mulher encontrar outra cobra no banheiro, seu casamento de 32 anos estará em perigo. “Não cobro por salvar as cobras e todas elas são liberadas com segurança em terras agrícolas, onde sei que estarão seguras e a única ajuda que recebo para salvá-las vem de doações. Elas são normalmente cobras altamente venenosas e potencialmente mortais. Mas, as trate com respeito e você ficará bem”, disse.

A mulher do agente penitenciário ainda disse que algo parecido já ocorreu na casa. “Há cerca de seis meses, eu estava no banheiro em uma situação semelhante e um lagarto de 1 metro de comprimento, que ele colocou na banheira, começou a rastejar e estava olhando diretamente para mim. Ele tem 67 cobras, além de tarântulas e répteis, mas eu digo a ele para mantê-las em sua própria parte da casa”.

Vitor Fernandes
Vitor Fernandesvitor.fernandes@bhaz.com.br

Repórter do BHAZ desde fevereiro de 2017. Jornalista graduado pela PUC Minas, com experiência em redações de veículos de comunicação. Trabalhou na gestão de redes do interior da Rede Minas e na parte esportiva da UOL.