Mulher é sequestrada enquanto dirigia em Venda Nova

Viatura da Polícia Militar
Mulher foi sequestrada na região de Venda Nova (Amanda Dias/BHAZ)

Uma mulher de 32 anos foi sequestrada na tarde dessa segunda-feira (10), no bairro Céu Azul, na região de Venda Nova, em Belo Horizonte. Ela foi surpreendida enquanto estava dirigindo. A vítima foi amordaçada e obrigada a ficar no porta-malas de seu próprio veículo. Durante o crime, o suspeito realizou saques em dinheiro da conta da mulher e ainda reclamou da “mixaria” de R$ 500.

O caso aconteceu na rua Antônio José dos Santos, por volta das 13h30 de ontem (10). A mulher estava parada em um semáforo, quando o suspeito enfiou o braço dentro do carro pela janela do motorista e tirou a chave da ignição. Ela conduzia um Volkswagen Gol de cor preta.

Na sequência, ele ameaçou a mulher com uma faca e disse que a mataria, caso ela reagisse. O criminoso, então, entrou no banco de trás do carro e obrigou a vítima a dirigir até um lugar deserto, onde ele a amordaçou, amarrou suas mãos e a colocou no porta-malas.

‘Mixaria’

O criminoso então exigiu que a mulher entregasse cartões bancários para que ele realizasse saques em dinheiro. Ele voltou a ameaçá-la dizendo que um comparsa estava seguindo os dois, e que se ela se negasse, ela morreria.

Com os cartões da vítima, o homem parou em caixas 24h, e realizou um saque de R$ 500. Ele voltou até o veículo e perguntou se a mulher teria mais cartões, já que, segundo ele, naquela conta havia uma “mixaria”.

Vítima abandonada

Mais tarde, eles abandonaram a vítima às margens da BR-040 e fugiram com o carro. A mulher foi encontrada amarrada e amordaçada por policiais militares, que a levaram para o batalhão.

O carro foi localizado mais tarde, na avenida Denise Cristina da Rocha, no bairro Justinópolis, em Ribeirão das Neves, na região metropolitana da capital. Os criminosos levaram o celular da vítima, uma aliança, uma compra de medicamentos e cremes no valor de R$ 300, e uma bolsa com documentos pessoais. Ninguém foi preso até o momento. O caso será investigado pela Polícia Civil.

Rafael D'Oliveira
Rafael D'Oliveirarafael.doliveira@bhaz.com.br

Repórter do BHAZ desde janeiro de 2017. Formado em Jornalismo e com mais de cinco anos de experiência em coberturas políticas, econômicas e da editoria de Cidades. Pós-graduando em Poder Legislativo e Políticas Públicas na Escola Legislativa.