Policiais deixam ladrão fugir e prendem jovens vítimas de assalto

policia adolescente negro california
Vídeo da abordagem viralizou nas redes sociais e gerou revolta (Reprodução/Twitter/@EJ_Stewart)

Três adolescentes dos Estados Unidos foram presos logo após sofrerem uma tentativa de assalto em plena luz do dia nesta semana. Os policiais mantiveram os três jovens, que são negros, sob a mira das armas e os algemaram, mesmo com diversas testemunhas dizendo que eles eram as vítimas, enquanto o assaltante fugia. O momento foi gravado pela mãe de um dos meninos e gerou revolta nas redes sociais.

“Não foram eles”, “Foi o outro cara”, “Você não se importa, porque eles são negros”, “Eles não fizeram absolutamente nada”, “Eles são crianças, abaixe as armas”, “Por que vocês estão fazendo isso?”. Essas são apenas algumas das frases que podem ser ouvidas durante o vídeo de três minutos, que mostra os meninos ajoelhados, com as mãos para o alto, enquanto os policiais apontam armas e se recusam a ouvir qualquer testemunha.

No mesmo vídeo, que já acumula quase 8 milhões de visualizações, é possível ouvir uma outra pessoa tentando explicar melhor a situação aos policiais: “Eu liguei para vocês e disse que tinha um homem hispânico aqui perseguindo essas crianças com uma faca”. No entanto, os oficiais também não deram atenção a esses detalhes.

Conforme apurou o CBS News, os três jovens obedeceram as ordens dos oficiais durante toda a abordagem e não ofereceram nenhuma resistência. Assim como os moradores que passavam pelo local, eles tentaram explicar que estavam apenas andando na rua quando foram atacados por um homem com uma faca. Enquanto os policiais repreendiam os adolescentes, o homem que os atacou conseguiu fugir.

‘Inconcebível’

Tammi Collins, mãe de um dos meninos, contou que “sentiu a garganta fechar” quando viu o vídeo pela primeira vez. “Eu gritei porque não estava lá para ajudar o meu filho e sabia que ele estava com medo, mas ele seguiu tudo que eu o ensinei a fazer caso se deparasse com uma situação desse tipo”, disse.

“Fazê-lo passar por aquela provação aos 16 anos é inconcebível”, pontuou Derrick Gray, pai de outro adolescente do grupo. “Eu poderia ter perdido meu filho caçula porque alguém chamou a polícia para protegê-lo e, em vez de ser protegido, ele foi abordado. Isso vai ficar com ele para o resto da vida”, desabafou.

O departamento de polícia de Los Angeles disse que os policias estavam atendendo a uma denúncia de que dois homens negros haviam agredido uma vítima com um skate, mas que a vítima não foi localizada. A versão dos adolescentes foi corroborada por todas as testemunhas.

O prefeito de Santa Clarita, onde o caso aconteceu, ordenou que o departamento “agilize a revisão do incidente” e que os oficiais sejam retirados de campo até a conclusão das investigações.

Giovanna Fávero
Giovanna Fáverogiovanna.favero@bhaz.com.br

Estudante de Jornalismo na Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (PUC-MG). Escreve com foco na área de Guia e Cultura no BHAZ.