Casos de síndrome rara em crianças com Covid-19 triplicam em MG

Criança andando nas ruas de BH e Ambulância do sistema de Saúde
Seis casos de crianças com síndrome rara são investigados em MG (Amanda Dias/BHAZ)

Subiu para seis o número de casos crianças com Síndrome Inflamatória Multissistêmica, que é considerada rara, investigados pela SES-MG (Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais). Os episódios apurados estão associados a Covid-19.

Em apenas uma semana, o numero de casos notificados em crianças triplicou, saltando de dois para seis. Segundo documento apresentado pelo Centro de Informações Estratégicas em Saúde da SES-MG, no dia 8 de agosto (entenda mais aqui), entre os sintomas da Síndrome Inflamatória Multissistêmica estão:

  • Conjuntivite não purulenta;
  • Erupções e inflamações na pele;
  • Inflamações na boca, mãos e pés;
  • Pressão baixa;
  • Disfunções cardíacas;
  • Coágulos;
  • Problemas intestinais como diarreia, vômito ou dor abdominal.

Em nota (veja na íntegra abaixo) a secretaria informou que a síndrome é uma “nova situação clínica”. “A SES-MG tem orientado municípios e serviços de saúde para realizar a notificação de qualquer caso suspeito de Síndrome Inflamatória Multissistêmica Pediátrica (SIM-P) potencialmente associada à covid-19”, afirma.

Os casos estão sendo acompanhados pelo MS (Ministério da Saúde) e seguindo protocolos definidos pela recomendação da OPAS (Organização Pan-Americana da Saúde).

Nota da SES-MG

“A Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG) esclarece que, no momento, são 6 casos em investigação epidemiológicas de Síndrome inflamatória Multissistêmica Pediátrica (SIM-P) potencialmente associada à covid-19.

Síndrome inflamatória Multissistêmica Pediátrica (SIM-P) é uma nova situação clínica, que está ocorrendo em crianças e adolescentes, portanto, não era passível de notificação. A partir de 20/07/2020 foi iniciada a notificação sentinela dos casos.

A SESMG tem orientado municípios e serviços de saúde para realizar a notificação de qualquer caso suspeito de Síndrome Inflamatória Multissistêmica Pediátrica (SIM-P) potencialmente associada à covid-19.

Vale ressaltar que avaliação desses casos segue uma recomendação da Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS) e Ministério da Saúde (MS) a partir da detecção mundial de casos com essa manifestação sindrômica, onde o Estado Minas Gerais juntamente com outras Unidades Federadas tem sido interlocutor do MS nesta atividade”.

Rafael D'Oliveira
Rafael D'Oliveirarafael.doliveira@bhaz.com.br

Repórter do BHAZ desde janeiro de 2017. Formado em Jornalismo e com mais de cinco anos de experiência em coberturas políticas, econômicas e da editoria de Cidades. Pós-graduando em Poder Legislativo e Políticas Públicas na Escola Legislativa.