Preso por corrupção, pastor Everaldo batizou Bolsonaro no rio Jordão

pastor everaldo pereira batismo bolsonaro
Pastor foi preso pela mesma operação que afastou Witzel do cargo nesta manhã (Reprodução/YouTube + Reprodução/pastoreveraldo/Instagram)

A operação da Polícia Federal que afastou o governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC), do cargo, também prendeu o pastor Everaldo Dias Pereira, presidente do PSC, nesta sexta-feira (28). Nas redes sociais, o nome do pastor foi um dos mais comentados nesta manhã e usuários relembraram que ele foi responsável pelo batismo religioso do presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

O pastor ministrou o batismo de Bolsonaro em 2016, quando ele ainda era deputado federal, e a cerimônia foi realizada nas águas do rio Jordão, em Israel. À época, ele era filiado ao PSC (Partido Social Cristão), que o pastor Everaldo preside hoje. Witzel e Bolsonaro, que hoje são publicamente desafetos, eram aliados em 2016.

Católico, o então deputado Jair Bolsonaro se aproximou de líderes evangélicos antes de oficializar a candidatura à presidência. O pastor Everaldo, integrante da Assembleia de Deus, apresentou o presidente da República a várias personalidades de quem ele ainda é próximo, como o pastor Silas Malafaia.

Prisão

O pastor Everaldo Dias Pereira é acusado de corrupção na saúde e foi preso na manhã desta sexta-feira, após ter um mandado de prisão expedido pelo STJ (Superior Tribunal de Justiça). Ele era esperado pela Alerj (Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro), na próxima semana, para prestar depoimento a uma comissão que apura irregularidades durante a pandemia da Covid-19.

A operação Tris in Idem, da Polícia Federal, cumpre 17 mandados de prisão, e 84 de busca e apreensão. Wilson Witzel foi afastado do governo do Rio de Janeiro, também por ordem do STJ, já que a Procuradoria Geral da República afirma ter provas que o colocam “no vértice da pirâmide” dos esquema de fraudes investigados no estado.

Edição: Roberth Costa
Sofia Leão
Sofia Leãosofia.leao@bhaz.com.br

Estudante de Jornalismo na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Escreve com foco na editoria de Esportes no BHAZ.

Comentários