Cruzeiro volta ao Z4 em meio à confirmação de Ney Franco e protestos

Imagens do Cruzeiro e do treinador Ney Franco
Cruzeiro está na zona de rebaixamento e Ney Franco deve ser anunciado (Divulgação/Cruzeiro/Gustavo Aleixo + Divulgação/Goiás EC)

Com o empate entre Cuiabá e Figueirense, na noite dessa terça-feira (8), pela nona rodada da Série B, o Cruzeiro voltou à zona de rebaixamento. O resultado deixa o time azul na 17ª posição do campeonato. O técnico Ney Franco deve ser anunciado pelo clube ainda hoje, e já tem um jogo importante, contra o Vitória, nesta sexta-feira (11), no Mineirão. Além disso, a torcida protestou por conta da péssima fase do time e da contratação do treinador.

O empate de 0 a 0 entre Cuiabá e Figueirense fez o Cruzeiro cair uma posição e entrar na zona de rebaixamento. O time de Belo Horizonte pode deixar a parte desconfortável da tabela, sem depender de nenhum outro resultado, caso vença o Vitória, às 21h30, nesta sexta-feira.

Crise grave e troca de técnico

A crise do clube mineiro, dentro e fora de campo, é a pior já tida no time desde a sua fundação. Com punição da Fifa, o time já começou com seis pontos a menos na competição. Agora, já são seis jogos seguidos sem vitória – o time empatou com Confiança e CBR, além de perder para Chapecoense, América-MG e Brasil de Pelotas. O último resultado negativo, nessa segunda-feira (7), custou o cargo do treinador Enderson Moreira.

O novo treinador do time celeste será Ney Franco, que foi demitido do Goiás, que disputa a Série A, no fim de agosto. O técnico é velho conhecido da torcida, já tendo passado pelas categorias de base do clube e treinado o time profissional, entre 2004 e 2006, em algumas partidas como interino. Ele chegou na manhã desta quarta-feira (9) para integrar o elenco azul.

Torcida protesta

A torcida do Cruzeiro tem vivido momentos difíceis com o clube, que tiveram início no ano passado e parecem não desaparecer tão cedo. O técnico Ney Franco chega ao clube com uma forte rejeição dos torcedores celestes. Assim que as especulações sobre seu nome apareceram, a torcida colocou o nome do treinador entre os assuntos mais comentados to Twitter, com muitas críticas à escolha.

“Eu jamais vou abandonar o Cruzeiro. Vou torcer demais para o Ney Franco calar a minha boca. Mas estou completamente desanimado e já aceitando passar 2021, o ano do centenário, na Série B. Cenário devastador”, disse um torcedor pela rede social.

Um perfil de torcida do clube se disse decepcionado com a situação atual. “Falaram que o torcedor do Cruzeiro iria abandonar o clube no rebaixamento, NÃO ABANDONAMOS, mas até pra ser feito de idiota tem limites. Pode trazer o Ney Franco, mas não me pede doação, não me pede pra comprar produtos, não me pede pra fazer sócio, porque não vai rolar amigão”.

Outro torcedor criticou duramente a diretoria. “Que vergonha em Cruzeiro e Sérgio Santos Rodrigues, virou cabide de emprego e guerra de ego, Ney Franco por que??? O rival sempre falou em acabar com o Clube mas nem precisou, vocês estão fazendo o serviço, parabéns pela mediocridade, pelo pensamento pequeno”.

Edição: Aline Diniz
Vitor Fernandes
Vitor Fernandesvitor.fernandes@bhaz.com.br

Repórter do BHAZ desde fevereiro de 2017. Jornalista graduado pela PUC Minas, com experiência em redações de veículos de comunicação. Trabalhou na gestão de redes do interior da Rede Minas e na parte esportiva da UOL.

Comentários