Peugeot renova 208 e busca desmistificar fama de baixa liquidez de carros franceses

Novo Peugeot 208
Foto: Peugeot/Divulgação

A marca do leão voltou a rugir. Sumida do mercado em termos de lançamentos de peso, a Peugeot finalmente lança no Brasil o novo 208, um carro mundial da marca já disponível na Europa onde, aliás, foi eleito Carro do Ano 2020. O compacto da marca francesa que vem para o mercado nacional, no entanto, é fabricado na planta de El Palomar, na Argentina.

novo Peugeot 208
Versão top de linha vem com airbag de cortina (Foto: Peuget/Divulgação)

Além do novo design, que o deixou bem mais encorpado e esportivo em relação ao modelo anterior, o 208 traz como novidade a versão elétrica e-GT. Ela é 100% movido à bateria e promete um desempenho interessante com seu motor de 100 quilowatts, o equivalente a 136 cv de potência. Com esta mecânica faz de 0 a 100 quilômetros por hora em 8,3 segundos, de acordo com o fabricante.

Leia mais: O nascimento dos leões

O 208 e-GT pode ser carregado em tomadas convencionais do tipo residenciais ou carregadores rápidos. Iguais aos encontrados em estações de recarga.

Decepção

A outra versão do 208 é flex. Está aí uma decepção. Esperava-se que o 208 aderisse a tendência de motores pequenos, potentes e econômicos – e eficientes -, como acontece com o rival Onix. Até porque na Argentina existe a opção de modelo 1.2 litro.

Leia mais: Nova Tiger

Mas não. Aqui a Peugeot optou pelo já conhecido 1.6 litro 16 válvulas de 118 cv de potência e câmbio automático de seis marchas. São quatro configurações da versão 1.6, que custam entre 75 mil e 95 mil reais. Já o 208 elétrico ainda não teve seu preço divulgado.

Novo Peugeot 208
Modelo Flex tem motor 1.6 (Foto: Peugeot/Divulgação)

Preços e versões

Veja como ficou a linha 208 flex:

Active 1.6 (R$ 74,990,00):

  • Grade frontal cromada
  • DRL em LED
  • Rodas de liga leve de 16 polegadas Kenobi
  • Faixa traseira em preto brilhante
  • Comandos do volante com contorno em preto brilhante
  • Toggle Switches com contorno dos botões cromados
  • Abertura de portas interno

Active 1.6 Pack (R$ 82.490):

  • Conteúdo da versão anterior
  • Teto de vidro panorâmico
  • Ar-condicionado digital
  • Câmera de estacionamento traseira;

Allure 1.6 (R$ 89.490):

  • Conteúdo da versão anterior
  • Teto de vidro panorâmico
  • Rodas de liga leve de 16 polegadas diamantada Kenobi
  • Escapamento cromado
  • Ar-condicionado automático digital
  • Peugeot i-Cockpit 3D
  • Volante multifuncional em couro
  • Bancos em Alcantara
  • Apoio de braço para o condutor
  • Carregador de smartphone por indução
  • Painel de bordo com acabamento Slush
  • Chave keyless (presencial) com comandos de abertura das portas e porta-malas e partida do motor pelo botão Start/Stop
  •  Airbags de cortina

Griffe 1.6 (R$ 94.990)

  • Conteúdo da versão anterior
  • Faróis Full LED
  • Capa dos retrovisores em preto brilhante
  • Aerofólio traseiro em preto brilhante
  • Chave keyless (presencial) com comandos de abertura das portas e porta-malas e partida do motor pelo botão Start/Stop
  • VisioPark 180°
  • Sensor de chuva
  • Sensor crepuscular
  • Sensor de estacionamento traseiro
  • Alerta de Colisão
  • Frenagem de Emergência Automática
  • Alerta e correção de mudança de Faixa
  • Auxílio de Farol Alto
  • Sistema de Reconhecimento de Placas de velocidade
Novo Peugeot 208
Preços das versões do novo 206 (Foto: Peugeot/Divulgação)

Mito da liquidez

Um desafio da Peugeot com o novo 208 é desmistificar a fama de pouca liquidez dos carros franceses. A montadora diz que isso não é verdade. E até garante a recompra do modelo com preço de tabela FIPE, a mais utilizada no mercado de usados.

Leia mais: Peugeot Landtrek

Mas o cliente deve fazer a adesão a um programa específico. A condição está disponível apenas para quem comprar o carro com entrada de R$ 35 mil e parcelamento do restante em 30 meses.

Novo Peugeot 208
Design esportivo marca o novo 208 (Foto: Peugeot/Divulgação)

Mais esportivo

O design do novo 208 ficou bem mais esportivo. A carroceria está mais longa, mais larga e mais baixa que a do modelo anterior. O para-choque dianteiro é composto por uma linha única e uma ampla grade integrada, que ostenta o logotipo ao centro. O nome do modelo está na extremidade frontal do capô.

A traseira possui acabamento em black piano, que se estende por toda a largura da tampa do porta-malas. Ele une as lanternas, que vêm com elementos luminosos na forma de três “garras”.

Leia mais: Do virtual para o real

No interior, o destaque é o conceito do i-Cockpit 3D apenas na versão top de linha.  Fazem parte deste habitáculo o volante reduzido com base achatada, central multimídia de sete polegadas, teclas com várias funções do carro.

Algumas informações são holográficas e fazem com que dados da condução do veículo sejam projetadas em destaque, mais à frente do visor principal. O sistema possibilita que se crie dois modos de visualização, ou seja, é customizado conforme o gosto do usuário.

Peugeot 208
Driver Assist possui diversas funções que auxiliam o motorista (Foto: Peugeot/Divulgação)

Driver Assist

O novo 208 vem com o Driver Assist, um conjunto de tecnologias de segurança que inclui uma série de ferramentas úteis. Confira algumas:

  • Alerta de colisão: avisa o condutor em caso de risco de colisão com o veículo à frente ou com um pedestre atravessando a rua. Dependendo da situação detectada e do nível de alerta configurado pelo motorista, diferentes tipos de avisos podem ser acionados e exibidos no painel de instrumentos;
  • Frenagem de Emergência: o sistema automático entra em ação para reduzir a velocidade de impacto ou evitar uma colisão caso o motorista não tenha a ação esperada após os alertas de colisão, ou no caso de uma situação súbita de risco de choque. Baseado nas imagens captadas por uma câmera na parte superior do para-brisa, a frenagem automática de emergência atua diretamente nos freios do veículo caso seja detectado o risco de atropelamento ou de batida contra outro carro (rodando na mesma direção ou estacionado);
  • Alerta e correção de mudança de faixa: o veículo é equipado com uma câmera na parte superior do para-brisa capaz de reconhecer as linhas (contínuas ou seccionadas) da estrada. É com base no processamento dessas imagens que um alerta é emitido no caso de transposição involuntária das demarcações – tanto das faixas de rolagem como das bordas da via. O sistema funciona em velocidades superiores a 60 km/h e o alerta é do tipo sonoro e visual. Mais do que o aviso, o sistema promove uma correção na trajetória do veículo: assim que o sistema identifica risco de ultrapassagem involuntária da sinalização de solo, a direção é automaticamente corrigida para manter o carro dentro dos limites da faixa de rolamento.
  • Auxílio de farol alto: a câmera de vídeo situada no alto do para-brisa também é utilizada no sistema de ativação automática do facho alto dos faróis. Com ela, o dispositivo tem a capacidade de captar, processar, interpretar e diferenciar as mais variadas fontes luminosas à frente do carro. Assim, o sistema de iluminação alterna automaticamente entre luz alta e luz baixa em função do ambiente. Na prática, ele desativa o farol alto ao detectar veículos no sentido da via ou oposto, voltando a elevar o facho quando a situação assim permitir.

Leia mais: Sem derrapar no seguro

  • Reconhecimento de placas de velocidade: a câmera de vídeo situada no alto do para-brisa efetua a leitura das placas de velocidade máxima permitida na via. O sistema, então, exibe uma apresentação gráfica da placa no painel de instrumentos (em paralelo, ele também utiliza as informações sobre limites de velocidade contidas nos mapas do sistema de navegação). De alta precisão, o recurso difere as sinalizações destinadas a automóveis (veículos leves) daquelas específicas para veículos pesados.
  • Detector de fadiga: o sistema avalia o tempo ininterrupto de condução, a velocidade e o comportamento dinâmico do carro. Se o sistema entender que o motorista está desatento ou viajando por mais de duas horas em velocidades superiores a 65 km/h, um alerta é deflagrado orientando o condutor a fazer uma pausa.
  • VisioPark 1: quando engatada a marcha à ré, o sistema multimídia mostra na tela imagens captadas pela câmera de ré, instalada na traseira do carro. Para permitir uma manobra fácil, precisa, rápida e segura, estas imagens são exibidas em três diferentes modos de visualização: Zoom, Standard e 180°, que se revezam de maneira complementar e automática nas diferentes fases da manobra.

Texto: Luís Otávio Pires

Ouça a coluna Acelera BandNews sobre o novo Peugeot 208 (link)

Acesse: www.aceleraai.com.br

Acelera Ai
Acelera Airedacao@aceleraai.com.br

Jornalistas Eduardo Aquino e Luís Otávio Pires são os editores do site Acelera Aí e da seção veículos do portal Bhaz

Comentários