Funcionária de supermercado é agredida por cliente que se recusou a usar máscara

Funcionarios supermercado sorocaba
Para afastar o grupo de agressores, os funcionários usaram uma mangueira para incêndios (Reprodução/TV Tem)

Uma funcionária de um supermercado foi agredida durante uma confusão iniciada por clientes do estabelecimento que se recusaram a usar máscaras de proteção. A discussão por causa da medida contra a pandemia de Covid se intensificou e a mulher levou um soco nas costas durante a briga. O caso aconteceu em Sorocaba, cidade de São Paulo, no último sábado (12). As informações do boletim de ocorrência foram divulgadas pelo G1.

Segundo a PM, um homem foi abordado pela funcionária do mercado e avisado de que não poderia entrar sem a máscara. O jovem e o grupo que o acompanhava não gostaram da exigência e agrediram e ameaçaram trabalhadores do estabelecimento. A confusão só foi resolvida quando os funcionários usaram um extintor e uma mangueira de incêndio para afastar o grupo.

Ameaças

O proprietário do local informou ao G1 que o grupo voltou a ameaçar os funcionários antes de partir. “Dois colaboradores estão afastados por conta das agressões e temos outros que não vieram trabalhar no domingo e na segunda pelo medo das ameaças sofridas. Há funcionário que pediu para ser demitido”, relatou.

Dois homens e uma mulher, que estavam envolvidos na confusão, foram detidos e levados para uma delegacia da Polícia Civil. Após serem ouvidos, eles foram liberados.

O uso de máscaras dentro do comércio é obrigatório em Sorocaba desde o dia 6 de maio. O decreto municipal prevê ainda punições para os estabelecimentos que descumprirem a exigência.

Edição: Aline Diniz
Guilherme Gurgel
Guilherme Gurgelguilherme.gurgel@bhaz.com.br

Estudante de Jornalismo na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Escreve com foco nas editorias de Cidades e Variedades no BHAZ.

Comentários