Deputado beija seio da esposa durante sessão virtual e é afastado

Deputado beija esposa sessão
Deputado aguarda julgamento sobre expulsão (Reprodução/@NaditaSoy/Twitter)

O deputado argentino Juan Emilio Ameri foi suspenso do Congresso depois de ser flagrado beijando o seio da esposa durante uma sessão remota com outros políticos. Durante uma reunião sobre a situação econômica, nessa quinta-feira (24), o homem beijou a mulher que estava no seu colo.

As sessões do Congresso na Argentina estão sendo feitas por meio de videoconferência no aplicativo Zoom durante a pandemia. A troca de carícias do congressista da cidade de Salta com a esposa foi transmitida ao vivo em um telão na Câmara de Deputados local.

Nas imagens, é possível ver uma mulher se aproximando e se sentando no colo de Ameri. Em seguida ele abaixa o decote da companheira e beija seu seio. Posteriormente, o político esclareceu que era sua esposa.

ATENÇÃO! As imagens podem ser consideradas constrangedoras para algumas pessoas:

A justificativa

O deputado alegou que não sabia que o momento íntimo estava sendo transmitido. “Eu estou muito envergonhado, me sinto muito mal. Aqui, no interior do país, a conexão é muito ruim. Nós estávamos em sessão, mas a internet caiu”, detalhou, em entrevista à rádio local Con Vos.

Segundo Ameri, a transmissão reconectou sem que ele soubesse. “Minha parceira saiu do banheiro, eu perguntei a ela como estavam as próteses e dei um beijo. Há 10 dias ela fez uma operação de implante nos seios”, acrescentou o político.

Represália

Assim que o momento foi flagrado, a sessão foi interrompida pelo presidente da Câmara, Sergio Massa. Na sessão, ele afirmou que precisava reportar uma “séria ofensa” por parte de um deputado. “Houve uma situação que não tem nada a ver com o decoro normal e a operação desta casa”, afirmou.

Massa determinou a suspensão imediata do colega e criou uma comissão para analisar a possível expulsão de Ameri. Agora, o deputado deve aguardar cinco dias para saber qual será o resultado do incidente. “Nós vamos escutar as explicações do deputado, mas não podemos admitir que esse tipo de comportamento aconteça em um corpo de representante em uma democracia”, repreendeu o líder da Câmara.

Edição: Thiago Ricci
Guilherme Gurgel
Guilherme Gurgelguilherme.gurgel@bhaz.com.br

Estudante de Jornalismo na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Escreve com foco nas editorias de Cidades e Variedades no BHAZ.

Comentários