Marido espanca e mata noiva durante festa de casamento por ciúmes

Oksana Poludentseva e Stepan Dolgikh
O homem já havia sido preso por assassinato antes (Reprodução/VK)

Uma mulher foi espancada e morta pelo próprio marido, com quem havia acabado de se casar, após o homem ter um “ataque de ciúmes” durante a festa de casamento. Stepan Dolgikh, de 33 anos, foi preso por matar Oksana Poludentseva, de 36, na vila de Prokudskoye, na Rússia, segundo o jornal Mirror.

O homem já havia sido preso por assassinato e, segundo a polícia, a mulher o conheceu quando ele estava na prisão. As autoridades acreditam que ela achava que podia “mudá-lo”. De acordo com os investigadores, Stepan acusou a noiva de “se comportar de modo inapropriado” com um convidado da festa de casamento.

“Ele começou a socá-la e chutá-la para fora da casa de festa. Ele a pegou pelo cabelo, bateu nela e a empurrou para a rua, onde continuou a atingir o corpo e a cabeça dela”, declarou o investigador-chefe Kirill Petrushin à agência de notícias NGS. Quando ela parecia morta, ele a jogou em um barranco próximo ao local.

Segundo a polícia, convidados da festa estavam assustados demais para intervir na briga, mas chamaram a polícia. O noivo foi preso e confessou o crime. “Ele bateu nela por muito tempo, em frente a testemunhas, e atingiu seus órgãos vitais. Eu, pessoalmente, não acredito que ele esteja arrependido”, completou o investigador.

Edição: Roberth Costa
Sofia Leão
Sofia Leãosofia.leao@bhaz.com.br

Estudante de Jornalismo na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Escreve com foco na editoria de Esportes no BHAZ.

Comentários