Barrado! Galo perde mesmo com 1 a mais e finaliza sequência vitoriosa

sampaoli Savio Pereira Sampaio galo fortaleza brasileirão
Sampaoli é repreendido pelo árbitro Savio Pereira Sampaio (Jarbas Oliveira/Folhapress)

Por Maria Carolina Martins, especial para o BHAZ

O Galo bem que tentou vencer o Fortaleza na noite desta quarta-feira (7), no Castelão (CE). Após sair atrás no marcador, empatou e ficou com um homem a mais em campo ainda no primeiro tempo. Mas, desta vez, não foi capaz daquelas viradas avassaladoras. Pelo contrário: levou mais um gol e foi derrotado por 2 a 1 – revés que coloca fim a uma sequência de quatro vitórias consecutivas.

A derrota não acaba com a vantagem que o Atlético tem em relação ao segundo lugar – mas diminui a distância, antes de cinco pontos. Agora o perseguidor do alvinegro mineiro é outro: o Flamengo tomou a vice-liderança do Inter e está a três dos comandados de Sampaoli. O próximo compromisso do Galo será no próximo sábado (10), às 21h, no Mineirão, contra o lanterna do Brasileirão, Goiás.

Início quente!

Não foram só as altas temperaturas que esquentaram a noite no Castelão. A partida já começou frenética, com os dois times atacando bastante. O primeiro lance perigoso foi na área atleticana, já aos 2 minutos do 1T, com uma chegada rápida de David pelo meio – logo foi afastado por Everson. O Galo não ficou para trás e, aos 5, Fábio Santos lançou para o Hyoran, que dominou no peito e bateu de esquerda, mas também não conseguiu marcar.

Lá e cá

O Atlético sentiu muita dificuldade de furar a “trincheira” que o Fortaleza construiu na defesa. Diferentemente dos últimos jogos, o Galo teve que se adaptar ao adversário e trabalhar mais os passes. Mas, até a reta final da primeira etapa, nada de gol do melhor ataque do Brasileirão…

Com a defesa bem montada, por sua vez, só faltava o Leão tentar atacar. Dito e feito: aos 36, Tinga, com velocidade, ajeitou para David, que bateu cruzado no cantinho direito do gol. Mas o time mineiro não deixou barato e, logo depois, aos 42 minutos, Hyoran ajeitou de cabeça para Sasha, que dominou e bateu no canto, deixando tudo igual no Castelão.

Show de cartões!

Dessa vez nem o técnico escapou de um cartão amarelo. Ceni acabou sendo advertido por ter se desentendido com o juiz – no início da partida o treinador do Fortaleza e Sampaoli já haviam tomado uma bronca leve. O volante Felipe, da equipe cearense, também foi penalizado, aos 32 do 1T. Sete minutos depois, acabou levando outro cartão e foi expulso da partida. No lado atleticano, Sasha, aos 43, foi comemorar seu gol, recém marcado, com os colegas do banco, e também recebeu o amarelinho. Sem mais tentativas a gol, o melhor foi ir para o vestiário esfriar um pouco a cabeça.

Marcou, mas não valeu

Quem pensou que o 2T seria mais tranquilo, se enganou. Até os 7 minutos dessa segunda etapa, a equipe atleticana teve três chances a gol. O Fortaleza, por sua vez, veio com uma defesa um pouco mais aberta, a fim de tentar sair mais com a bola. E parece que funcionou: aos 19, Yuri César, que entrou no lugar de David, chutou uma bomba de longe no fundo do gol atleticano. Mas não deu nem tempo de comemorar, porque o VAR logo acusou impedimento.

O time da casa preferiu recuar mais e, até os minutos finais da partida, conseguiu segurar e impedir qualquer chance de gol atleticano. Mas, mesmo assim, o Leão não deixou de tentar aumentar o placar.

Quem não faz…

Como o Atlético não conseguia finalizar, o Fortaleza aproveitou uma brechinha e conseguiu sair do empate: Bruno Melo, aos 39 do 2T, conseguiu furar o bloqueio atleticano e, de cabeça (mesmo machucada), balançou as redes do visitante. 2 a 1 Fortaleza.

Depois de sofrer o segundo gol, o Galo se desestabilizou e, nos últimos minutos de acréscimo, não conseguiu mais fazer nada e apenas assistiu ao adversário atacar. Sem mais tempo, o líder acabou perdendo a sequência de vitórias no campeonato

FICHA TÉCNICA
FORTALEZA 2 X 1 ATLÉTICO

Local: Arena Castelão, em Fortaleza (CE)
Data: 7 de outubro de 2020
Horário: 21h30 (de Brasília)
Árbitro: Savio Pereira Sampaio (DF)
Assistentes: Daniel Henrique da Silva Andrade (DF) e Jose Reinaldo Nascimento Junior (DF)
VAR: Wagner Reway (PB)
Cartões amarelos: Felipe, David, Gabriel Dias (Fortaleza); Eduardo Sasha, Keno (Atlético)
Cartão vermelho: Felipe (Fortaleza)

GOLS:
Fortaleza: David (36 minutos do 1º tempo) e Bruno Melo (39 minutos do 2º tempo)
Atlético: Eduardo Sasha (41 minutos do 1º tempo)

FORTALEZA: Felipe Alves; Tinga, Róger Carvalho, Paulão e Carlinhos (Bruno Melo); Juninho, Felipe e Ronald, Gabriel Dias, Romarinho (Osvaldo) e David (Yuri César).
Técnico: Rogério Ceni

ATLÉTICO: Everson; Mariano (Guga), Réver, Bueno e Fabio Santos (Marquinhos); Allan, Jair, Hyoran (Marrony), Arana; Keno e Eduardo Sasha.
Técnico: Jorge Sampaoli

Edição: Thiago Ricci

Comentários