Pastora deixa igreja para atuar em site adulto: ‘Nunca estive mais feliz’

Nikole Mitchell
Nikole ganha 100 mil dólares por mês com nova profissão (Reprodução/@mitchellnikole/Instagram)

Quem viu a pastora evangélica Nikole Mitchell durante os cultos não imaginava a mudança que ela estava prestes a fazer na carreira. A moça resolveu deixar de lado os costumes conservadores da religião e se tornou modelo em um site adulto. Agora, a atriz faz sucesso exibindo seus dotes e afirma que nunca esteve mais feliz.

Hoje, aos 36 anos, Nikole contou em entrevista ao canal This Morning, no Youtube, que cresceu em uma família religiosa nos Estados Unidos. Ela relatou que a falta de exploração da sexualidade era um problema para ela.

View this post on Instagram

“I have to become so fucking rich because I have so much money I want to give away." This was one of my main motivations in getting rich/er. And it's true. There is so much money I want to give away (what I give now is amazing but I want to give even more!), so many lives to empower, so many generations to impact, and a legacy to create. Money has the power to heal, transform, and uplevel the lives of generations to come, and I am here to do just that. I am here to give wealth a good name. Everyone who steps into my orbit knows what I mean. Spend 5 minutes with me and you'll leave feeling so pumped up, so alive, and so unstoppable, that your life will never be the same. And I don't say that lightly. When you meet someone who is so free, so empowered, so grateful, and so alive, you immediately want what they have. Because you know that kind of presence, energy, and power doesn't come from some external source. It comes from the infinite, invisible, eternal source itself, and it's fucking contagious. The same is available to you. You CAN have your dreams come true. You CAN land your dream job. You CAN make a shit ton of money. You CAN become the star you were born to be. Hold that vision. Do the inner work. Put powerful support in your corner. AND YOU WILL FUCKING MAKE IT. There is no way but up. There is no choice but to succeed. There is no option but to make it. When you have that kind of resolve and one-of-a-kind support in your corner, you will be blown away by how fast your dreams come true. In my circle, we don't mess. We rise to the occasion. We get clear on our vision. We put support in place. And we manifest the shit out of our dreams. We do.not.stop. This is the circle you want to be in. This is the energy you want to partake in. This is the momentum you want in your corner. It's time for you to rise. And I am here to take you to the top. Work with me 1:1 or join my mastermind. Links in my bio.❤️ 📸: @trudgephoto

A post shared by Nikole Mitchell (@mitchellnikole) on

“Eu parei de me encontrar com homens totalmente. Era horrível ficar com garotos no colégio, no sexo da adolescência não sabemos exatamente o que estamos fazendo. Decidi parar de ver qualquer um durante meu período na universidade”, afirmou.

Por conta da família, entrar para a igreja foi um caminho natural para ela. Nikole começou a dar sermões, se casou em 2009 e teve três filhos com o marido. Após o divórcio, ela começou a ficar desiludida com a profissão e começou a pensar que era bissexual.

‘Libertação’

Em 2017, aos 33 anos, ela abraçou sua sexualidade e, por isso, teve que deixar a igreja. Em 2019, ela começou a postar fotos íntimas no site OnlyFans, voltado para assinaturas de conteúdos exclusivos. Ela revelou que atualmente ganha por volta de 100 mil dólares por mês, o que equivale a aproximadamente R$ 560 mil reais.

O ex-marido apoia a nova carreira de Nikole e já até a fotografou em alguns dos cliques ousados da modelo. “Eu acho que nasci para tirar as roupas… parece um chamado. Eu amo muito isso”, afirmou.

A modelo ainda comentou que as opiniões sobre sua decisão são muito divididas. Enquanto alguns a apoiam e incentivam, outros são muito críticos. “Ainda assim, eu estou fazendo muito dinheiro e fazendo o que eu amo. E eu ainda acredito em Deus”, concluiu.

Edição: Roberth Costa
Guilherme Gurgel
Guilherme Gurgelguilherme.gurgel@bhaz.com.br

Estudante de Jornalismo na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Escreve com foco nas editorias de Cidades e Variedades no BHAZ.

Comentários