Mãe, filho e jovem são mortos a tiros após casa ser invadida em BH

fachada do Hospital Risoleta Tolentino Neves
Único sobrevivente foi levado para o Hospital Risoleta Tolentino Neves (Reprodução/Google Street View)

Um crime bárbaro chocou moradores do bairro Granja Werneck, na região Norte de Belo Horizonte, na madrugada de hoje (17). Dois homens invadiram uma casa e mataram três pessoas a tiros – entre as vítimas, estão mãe e filho. Um homem de 40 anos foi ferido, porém sobreviveu. A motivação e a autoria do crime são desconhecidas. A Polícia Civil investiga o crime.

O sobrevivente contou aos policiais militares que os criminosos arrombaram o portão do imóvel e entraram atirando. Uma mulher de 42 foi atingida seis vezes – no tórax, braço e ombro esquerdo. O filho dela, um jovem, de 19, foi baleado na cabeça oito vezes.

A terceira vítima é um jovem de 25 anos. Ele até conseguiu sair da residência. No entanto, ele acabou sendo acertado na nuca e foi encontrado morto, caído em um lote perto do local do crime. O irmão do homem reconheceu o corpo e disse desconhecer o motivo do ataque.

Lei do silêncio

Policiais militares tentaram investigar o crime na região. Porém, todos os moradores da região preferiram o silêncio. Conforme a PM, no local impera a chamada “Lei do Silêncio”. O Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) compareceu e levou o sobrevivente ao Hospital Risoleta Tolentino Neves.

Os corpos foram levados ao IML (Instituto Médico Legal). Até o fechamento da ocorrência, nenhum suspeito foi preso. A ocorrência foi encerrada na Deplan (Delegacia de Plantão) 1.

Edição: Aline Diniz
Vitor Fórneas
Vitor Fórneasvitor.forneas@bhaz.com.br

Repórter do BHAZ desde maio de 2017. Jornalista graduado pelo UniBH (Centro Universitário de Belo Horizonte) e com atuação focada nas editorias de Cidades e Política.

Comentários