Professor de artes envia foto nu para alunos pelo WhatsApp

delegacia defesa mulher campinas
Uma das mães optou por registrar ocorrência na Delegacia de Defesa da Mulher (Reprodução/Google Street View)

Um professor de artes enviou uma foto nu para um grupo de alunos do 7º ano do ensino fundamental, nessa sexta-feira (16), em Campinas, São Paulo. O caso gerou revolta em pais que contaram que os filhos estão “em choque” por causa da imagem. O docente alegou que enviou por engano o conteúdo e está afastado das atividades enquanto o caso é investigado.

O professor enviou três mensagens no grupo de WhatsApp, por volta das 7h45, fazendo alusão ao naturismo, prática em que as pessoas ficam nuas. Na sequência, ele encaminhou uma foto onde aparece sem roupas segurando um copo de achocolatado. Na legenda da imagem, ele escreveu: “Bom dia, pelados. Com achocolatado gelado e corpo pelado. Ótimo dia de chuva a todos. Beijos, pelados”. As informações são do UOL.

A mãe de uma das alunas contou que a filha ficou surpresa com as mensagens “estranhas” enviadas pelo professor no grupo. “Ela ficou sem reação, com muita vergonha. Eu peguei o celular e saí do grupo na hora”, disse a mulher que optou por não se identificar. Outros estudantes também decidiram deixar o grupo na sequência.

professor campinas
Professor alegou que mandou a mensagem no grupo errado (Reprodução/WhatsApp)

‘Grupo errado’

O professor alegou que a foto foi enviada por engano “ao grupo errado” e explicou que pratica naturismo há cerca de 15 anos. Segundo ele, a coordenação da escola foi avisada assim que ele viu que havia cometido o engano. Para o educador, a situação deveria colocar em debate o naturalismo.

“Nada ocorre de maneira aleatória. Na arte sempre existiu o nu. Artistas, vários, já postaram fotos… Assim, quem sabe, não possamos tentar minimizar essa história. Apenas cometi um erro que até pode servir para uma discussão sobre o tema”, disse, por meio de nota, ao UOL.

Apuração

A Secretaria de Educação esclareceu ao site que a Diretoria Regional de Ensino abriu processo disciplinar e está apurando o caso. O professor está afastado. Os pais podem procurar a direção para esclarecimentos. Alguns deles optaram por fazer boletins de ocorrência denunciando o fato.

Edição: Aline Diniz
Vitor Fórneas
Vitor Fórneasvitor.forneas@bhaz.com.br

Repórter do BHAZ desde maio de 2017. Jornalista graduado pelo UniBH (Centro Universitário de Belo Horizonte) e com atuação focada nas editorias de Cidades e Política.

Comentários