Poliana Abritta rebate declaração de Robinho sobre feminismo

Poliana Abritta e Robinho
Fala da apresentadora viralizou nas redes sociais (Reprodução/TV Globo + Ricardo Saibun/Santos FC)

A jornalista Poliana Abritta rebateu as críticas de Robinho ao movimento feminista, durante o Fantástico de ontem (18). O atleta havia dito que “infelizmente existe o feminismo”, quando comentou a sua condenação por crime sexual. Ao noticiar a fala do jogador, a apresentadora contrapôs o argumento de Robinho. “Eu digo: ainda bem que existe”, declarou.

Em entrevista à Uol Esporte, no sábado, Robinho chegou a falar que o movimento feminista é composto por “mulheres que nem são mulheres”. No programa da Globo, Poliana leu a fala do atleta, para, em seguida, deixar seu comentário.

Na mesma entrevista, Robinho ainda afirmou que o seu erro, na noite em que o crime sexual teria acontecido, foi ter traído. “Eu me arrependo de ter traído a minha esposa. Esse é meu arrependimento. Em relação às frases que saíram, fora de contexto e para vender jornal e revista”, afirmou o jogador de futebol.

O caso Robinho

O caso de crime sexual aconteceu em uma boate de Milão, em janeiro de 2013. Além de Robinho, outros cinco brasileiros teriam participado no ato com a jovem, segundo a Justiça italiana. Segundo a vítima, a violência sexual teria acontecido no camarim utilizado pelo músico Jairo Chagas.

Ela contou que foi à boate convidada por um dos amigos de Robinho. Em seguida, ela disse que ficou muito embriagada e foi levada para o camarim por um amigo do jogador, que tentava beijá-la a força. Lá, os outros homens envolvidos teriam aparecido e se aproveitado que a moça não conseguia ficar em pé. Ela estava muito desorientada.

Durante o julgamento de Robinho, no caso de violência sexual que transcorreu na Justiça italiana, foram utilizadas gravações telefônicas. As conversas, ouvidas por meio de interceptação, foram reveladas pelo Globo Esporte, na última sexta-feira (16). Com os amigos, Robinho confirma que sabia da condição da vítima.

Em outra conversa, com o músico Jairo Chagas, que informou Robinho sobre a investigação, o jogador reafirma o conhecimento sobre a situação da jovem. “Estou rindo porque não estou nem aí, a mulher estava completamente bêbada, não sabe nem o que aconteceu”, disse. “Eram cinco em cima dela”, relembrou em outro trecho gravado pela Justiça.

Edição: Aline Diniz
Guilherme Gurgel
Guilherme Gurgelguilherme.gurgel@bhaz.com.br

Estudante de Jornalismo na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Escreve com foco nas editorias de Cidades e Variedades no BHAZ.

Comentários