Deputado quer tornar obrigatória vacinação contra Covid-19 em Minas

dose vacina
Deputado afirmou que objetivo do PL é “proteger a vida” (FOTO ILUSTRATIVA: Tânia Rêgo/Agência Brasil)

Um PL (Projeto de Lei) apresentado na ALMG (Assembleia Legislativa de Minas Gerais) deseja tornar obrigatória a vacinação contra o novo coronavírus no estado. A proposição prevê que aqueles que integram o grupo de risco da doença sejam imunizados de forma prioritária. A Covid-19 já infectou 345.188 pessoas e matou 8.686 no estado mineiro até esta sexta-feira (23).

O projeto, de autoria do deputado estadual André Quintão (PT), foi apresentado ontem (22), um dia após o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) desautorizar a compra de 46 milhões de doses da Coronavac, vacina da farmacêutica chinesa Sinovac que será produzida no Brasil pelo Instituto Butantan.

“Já entrei com o projeto para que independentemente destas atrocidades do presidente da República, aqui em Minas a gente tenha como meta a vacinação universal, começando pelos grupos de risco e trabalhadores da saúde, mas buscando atingir o universo total das pessoas”, afirmou durante sessão plenária. O parlamentar enfatizou que outros estados também estão tomando tal medida.

“Se o governo [federal] não quer adquirir, o que seria o ideal, pois seria uma compra mais barata, que ele repasse o recurso para os estados e estes preparem boa logística de operacionalização da vacina autorizada e liberada pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária). Seja da China ou de Oxford, nós queremos é proteger a vida humana”, complementou.

O PL pode ser lido na íntegra clicando aqui.

Crítica a Zema

O líder do bloco Democracia e Luta ainda criticou o governador de Minas Gerais, Romeu Zema (Novo), por não ter se posicionado após a recusa de Bolsonaro em comprar as doses da vacina chinesa. “Depois que o presidente desautorizou eu não vi posicionamento do governador, só vi uma enxurrada de TikTok”.

Zema estreou no aplicativo TikTok, na quarta-feira (21), com uma dancinha para promover os avanços da administração no estado. Na publicação, o governador aparece sozinho, fazendo uma dança já famosa entre os usuários do aplicativo, enquanto aponta para caixas de texto que representam as falas. “Meu governo herdou uma dívida bilionária. Mas já deu um salto”, diz o texto.

O vídeo chamou atenção nas redes sociais e dividiu opiniões dos mineiros. Muitos acharam a cena divertida e outros ficaram com sentimento de “vergonha alheia”.

Edição: Roberth Costa
Vitor Fórneas
Vitor Fórneasvitor.forneas@bhaz.com.br

Repórter do BHAZ desde maio de 2017. Jornalista graduado pelo UniBH (Centro Universitário de Belo Horizonte) e com atuação focada nas editorias de Cidades e Política.

Comentários