Jovem esfaqueia padrasto após homem deixar a mulher na rua

Rua Antônio Ribeiro de Resende
Mulher ainda teve o celular roubado no meio da madrugada (Reprodução/Google Street View)

Uma mulher de 30 anos foi deixada da avenida Vilarinho pelo companheiro ao voltarem de um bar e foi assaltada em seguida. A confusão em família não terminou por aí e virou caso de polícia. O filho da vítima do assalto, de 16 anos, não gostou de o padrasto ter chegado em casa sem a mãe e no meio de uma discussão deu duas facadas no homem de 24 anos. O caso aconteceu na madrugada desse sábado (24) no bairro Jardim Comerciários, na região de Venda Nova.

A Polícia Militar foi acionada pelo Samu, que prestou os primeiros socorros ao marido no local e o encaminhou para o Hospital Risoleta Neves. Aos militares, a vítima da facada disse que o casal saiu para um bar e no caminho de volta para casa, a mulher estava sentindo frio e preferiu descer na avenida Vilarinho e chamar um carro por aplicativo.

Abandono

Quando ele chegou em casa, o enteado começou a discussão questionando porquê a mãe não estava com ele. Em seguida, quando o padrasto tentou sair de casa, o menor esfaqueou o homem no abdômen. Ele entregou a faca à polícia e foi detido.

A PM também ouviu a mulher que chegou em casa depois da confusão. Ela relatou que preferiu descer da moto por causa do frio e porque o companheiro estava em alta velocidade. Ao tentar chamar um carro pelo aplicativo, ela foi assaltada e ficou sem o aparelho. Por isso, teve que voltar a pé.

Justiça com as próprias mãos

Já o adolescente, relatou que o quando perguntou ao padrasto onde estava a mãe o homem respondeu grosseiramente que não sabia. O filho disse que ligou várias vezes para o celular da mãe e como ela não atendia ficou ainda mais desconfiado e proibiu o padrasto de sair de casa até que ela chegasse.

Em seguida, durante o desentendimento, o adolescente alegou que levou um soco no nariz e por isso deu duas facadas no companheiro da mãe. Ele ficou ferido com um arranhão no braço e foi atendido pelo Samu no local.

A polícia registrou o caso como tentativa de homicídio. O BHAZ procurou a Polícia Civil para saber como está as investigações e aguarda um retorno. Tão logo eles respondam, a matéria será atualizada.

Edição: Vitor Fernandes
Camila Saraiva
Camila Saraivacamila.saraiva@bhaz.com.br

Jornalista formada pela PUC-Minas em 2015. Pós-graduada em Jornalismo em Ambientes Digitais pelo Centro Universitário UniBH em 2019.

Comentários