Seja você a mudança que quer ver na política

Imagem PPAG - SITE ALMG
Reprodução/ALMG

Muito se fala em renovar a política brasileira, em transformar a sociedade e mudar o cenário de descaso com o dinheiro público que vemos em nosso país. Este foi um dos motivos propulsores para a minha entrada na política, já que decidi me candidatar porque queria sair da indignação e partir para a ação.

Acredito que a mudança tão desejada para nossa política precisa começar em nossas atitudes. O cidadão é o verdadeiro agente transformador. Estamos passando pelo período eleitoral para eleições municipais de prefeitos e vereadores e é fundamental que tenhamos a consciência de que a eleição é a escolha de nossos representantes. Votaremos para escolher os agentes que representarão os nossos anseios e que precisam trabalhar para melhorar a qualidade dos serviços oferecidos à população, notadamente educação, saúde e segurança.

Brasileiros já votam há bastante tempo. A história do voto no Brasil começou 32 anos após Cabral ter desembarcado em nossas terras. No dia 23 de janeiro de 1532, os moradores da primeira vila fundada na colônia portuguesa – São Vicente, em São Paulo – foram às urnas para escolher os representantes da primeira Câmara Municipal. Até 1821 as eleições aconteciam apenas nos municípios e o direito era exclusivo a homens livres que tinham certa renda. Passamos por diferentes períodos em nossa história eleitoral, somente em 1932 é que nós mulheres conquistamos o direito ao voto, sendo este concedido, a princípio, apenas para mulheres casadas, com autorização dos maridos e para viúvas com renda própria. Foi com a Constituição Federal de 1988 que se instituiu o sufrágio universal, pleno direito ao voto de todos os cidadãos adultos, independentemente de alfabetização, classe ou renda.

O voto é de extrema importância. Precisamos valorizar e reconhecer o poder dessa ferramenta de exercer a cidadania, cientes de que só votar não basta! É necessário participar ativamente de todo o processo político, e para isso, é necessário acompanhar a execução das políticas públicas e a aplicação do nosso recurso enquanto pagadores de impostos. É fiscalizar a atuação de nossos representantes e exigir que tenham coerência e honestidade na realização de suas funções.

A participação na política é imprescindível para que possamos ser a mudança que todos nós precisamos e queremos ver em nossa sociedade. Há várias formas de participar. Uma delas é acompanhando o Plano Plurianual de Ação Governamental (PPAG), instrumento que organiza os programas que o governo pretende desenvolver ao longo dos quatro anos seguintes, com o devido orçamento e os objetivos, sendo revisado anualmente e aberto à participação popular. O PPAG é fundamental para definição do cenário dos investimentos no estado.

Neste mês, a Assembleia Legislativa de Minas Gerais abre, por meio de grupos de trabalho e consulta pública, a Discussão Participativa do PPAG 2020-2023, em que qualquer cidadão pode enviar propostas e participar da consulta pública, disponível no portal da ALMG até o dia 30 de outubro. Em função da pandemia, neste ano a revisão acontecerá em um formato totalmente online para assegurar a pluralidade e ampla participação no processo. Com interesse em qualificar a participação e este exercício da cidadania, a ALMG também oferece através da Escola do Legislativo curso a distância sobre o tema.

Iniciativas como estas são vistas em diversas instituições do Poder Público. Precisamos incentivá-las e fortalecer suas execuções. Temos que nos incluir no processo decisório, sair da situação de cidadãos inertes na política e nos tornarmos cidadãos atuantes, eleitores que votam conscientemente, acompanham e cobram resultados efetivos de seus representantes. Assim construiremos a mudança tão almejada para a política e num futuro próximo, teremos mais cidadãos comuns atuantes com o propósito único de melhorar a vida das pessoas, gerando os melhores resultados possíveis naquilo que cabe ao Estado priorizar: educação, saúde e segurança de qualidade para a população.

Laura Serrano
Laura Serranocontato@lauraserrano.com.br

Laura Serrano é deputada estadual eleita com 33.813 votos pelo partido Novo. Economista, Mestre pela Concordia University (Canadá), pós-graduada em controladoria e Finanças e graduada pela UFMG com parte dos estudos na Université de Liège (Bélgica). É membro da Golden Key International Honour Society (sociedade internacional de pós-graduados de alto desempenho).

Comentários