Barranco desaba e homem fica soterrado em Santa Luzia

barranco desaba santa luzia bombeiros
Homem trabalhava em uma obra no momento do acidente (Divulgação/CBMMG + Amanda Dias/BHAZ)

Um homem ficou soterrado após um barranco desmoronar sobre ele na tarde de hoje (29), em Santa Luzia, na região metropolitana de Belo Horizonte. De acordo com o Corpo de Bombeiros, ele acabou ficando preso em um local de risco, mas foi retirado por colegas de trabalho, antes das equipes de resgate chegarem ao local.

O homem de aproximadamente 35 anos trabalhava em uma obra no bairro Novo Centro no momento do acidente. Ele estava escavando uma vala quando o barranco desmoronou. Conforme os bombeiros, a terra cobriu as pernas do homem, que ficou imobilizado no local.

Ajuda

Um amigo que trabalhava no mesmo local acionou os bombeiros quando percebeu que a vítima estava presa, sem conseguir se mexer. Antes mesmo das equipes chegarem, o colega começou a tentar retirar a vítima do local, já que havia risco de um novo desabamento no local.

Quando os bombeiros chegaram ao local, o homem já havia sido retirado do ponto de risco. Ele foi encaminhado para o hospital Risoleta Neves, na capital, com suspeita de luxação no ombro. Mais informações sobre o estado de saúde do homem não foram divulgadas.

Criança na tubulação

Um outro caso preocupante mobilizou os bombeiros ainda na tarde de hoje (28). Uma criança de 6 anos ficou presa em uma fundação de concreto em Uberlândia, no Triângulo Mineiro (veja aqui). Os militares foram acionados para fazer o resgate da menina, que estava com dificuldades para respirar.

O caso ocorreu na avenida Serra do Espinhaço, no bairro São Jorge, por volta das 14h50. O tubulão da fundação da obra possuía cerca de 2,5 m de profundidade e 60 cm de diâmetro. Ao chegar ao local, os militares encontraram a criança em pé, presa dentro do buraco. Ela estava consciente, porém com dificuldade para respirar.

Ainda de acordo com os bombeiros, ela estava com o tórax prensado nas paredes do buraco e com terra cobrindo parcialmente sua cabeça. Os militares isolaram o local, acessaram a vítima, forneceram oxigênio e iniciaram os trabalhos para sua retirada segura.

Edição: Aline Diniz
Giovanna Fávero
Giovanna Fáverogiovanna.favero@bhaz.com.br

Estudante de Jornalismo na Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (PUC-MG). Escreve com foco na área de Guia e Cultura no BHAZ.

Comentários