Empresário é preso após arrastar morador em situação de rua por 1 km

caso morador situação de rua maranhão
Vítima foi arrastada por 1 km (Reprodução/Polícia Civil)

Um homem foi preso suspeito de matar um morador em situação de rua de 36 anos com requintes de crueldade, em São Luís, no Maranhão. O dono de um restaurante amarrou a vítima na traseira de uma Hilux e o arrastou pelas ruas da cidade. A vítima teria furtado marmitas por várias vezes no estabelecimento do agressor. O crime foi registrado em maio, mas a prisão do suspeito e de um vigilante aconteceu ontem (28).

De acordo com o delegado Felipe César Mendonça, do Departamento de Proteção à Pessoa, imagens mostram o rapaz amarrado no veículo, enquanto o suspeito bebe água e dirige a caminhonete. Em um dos trechos, o dono do restaurante dá ré na Hilux e passa por cima da vítima, que foi arrastada do Centro até o Terminal de Integração da Praia Grande. As informações são do UOL.

Mendonça informou que o corpo estava “bastante machucado” e com sinais de que foi arrastado. “As imagens falam por si, o rapaz estava sofrendo, se debatendo, e o motorista, com muita frieza, tranquilamente bebe água, e segue com o corpo por um percurso de 1 km”, disse. O delegado classificou o crime como “bárbaro e com requintes de crueldade”.

A família da vítima reconheceu o corpo. A Polícia Civil não divulgou a identidade dos suspeitos. O dono do restaurante foi localizado em uma oficina com o mesmo carro usado no crime. Ele confessou o delito aos agentes, mas aos ser perguntado sobre o motivo, ele ficou em silêncio. O empresário é proprietário de três estabelecimentos e, agora, vai responder pelos crimes de tortura e homicídio.

Edição: Aline Diniz
Vitor Fórneas
Vitor Fórneasvitor.forneas@bhaz.com.br

Repórter do BHAZ desde maio de 2017. Jornalista graduado pelo UniBH (Centro Universitário de Belo Horizonte) e com atuação focada nas editorias de Cidades e Política.

Comentários