Sem combustível: Mulheres obrigadas a ficar em BR morrem após batida

mulheres morrem após ônibus ficar sem combustível acidente carreta
Coletivo ficou sem gasolina e precisou parar na rodovia, em trecho sem acostamento (CBMMG/Divulgação)

Uma tragédia – causada por uma imprudência – matou duas jovens mulheres, de 25 e 30 anos, na manhã desta quarta-feira (11). As vítimas foram obrigadas a aguardar, em rodovia sem acostamento, o ônibus no qual estavam receber novo combustível. Durante a espera, uma carreta desgovernada atingiu o ônibus, que tombou em cima delas. O caso ocorreu na BR-381, em trecho de Belo Oriente, no Vale do Rio Doce.

Segundo o Corpo de Bombeiros, o ônibus transportava 48 pessoas e ficou sem combustível quando seguia viagem. Os passageiros, então, foram obrigados a aguardar o reabastecimento no meio da rodovia, que, no trecho em que o problema ocorreu, não tem acostamento. Duas mulheres decidiram sair um pouco do veículo e ficaram na canaleta, entre o ônibus e um barranco.

Nesse momento, uma carreta desgovernada atingiu o coletivo, que tombou justamente em cima das vítimas. As duas morreram no local. Outros seis passageiros também ficaram feridos e precisaram de atendimento médico. Os bombeiros conduziram duas vítimas com ferimentos leves ao hospital Márcio Cunha em Ipatinga e duas equipes do SAMU atenderam as quatro pessoas restantes.

Obrigação do motorista

O artigo 27 do Código Brasileiro de Trânsito determina que é obrigação do motorista, antes de colocar o veículo em circulação, “verificar a existência e as boas condições de funcionamento dos equipamentos de uso obrigatório, bem como assegurar-se da existência de combustível suficiente para chegar ao local de destino”. Chamada de pane seca, a falta de combustível é uma falha que pode ser evitada.

Justamente por isso, o próprio código prevê uma multa de R$ 130,16 e entende a infração como média. A falha custa quatro pontos na CNH (Carteira Nacional de Habilitação) e o veículo é removido.

381 de novo

Na manhã de ontem (10), outro acidente na BR-381 deixou o motorista de um ônibus gravemente ferido depois de uma batida com um caminhão. A vítima foi socorrida pelo helicóptero dos bombeiros para o hospital João 23, em BH, e teve uma perna amputada e traumatismo craniano severo.

O acidente aconteceu próximo ao trevo de São Gonçalo do Rio Abaixo, região Central de Minas (leia mais aqui).

Edição: Thiago Ricci
Camila Saraiva
Camila Saraivacamila.saraiva@bhaz.com.br

Jornalista formada pela PUC-Minas em 2015. Pós-graduada em Jornalismo em Ambientes Digitais pelo Centro Universitário UniBH em 2019.

Comentários