Bolsonaro fala em ‘efeito colateral’ de vacina como causa de suicídio

bolsonaro live quinta
Jair Bolsonaro fez live ao lado da ministra Damares Alves (Reprodução/YouTube)

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) comentou que o suicídio que acarretou na paralisação dos testes da Coronavac pode ter sido um “efeito colateral” da vacina, nessa quinta-feira (12). Mesmo sem nenhuma evidência ou comprovação sobre o assunto, o chefe do Executivo afirmou que a possibilidade deve ser investigada pelas autoridades.

O comentário de Bolsonaro foi feito durante sua tradicional live semanal. “Pode ser o efeito colateral da vacina também. Tudo pode ser. Não sei se já chegaram à conclusão, mas esclarece e volta a pesquisar a vacina, a Coronavac, da China”, iniciou o presidente.

“Estão tentando investigar, porque quando um pessoa comete suicídio geralmente tem um histórico de depressão, a mulher largou ele, o marido largou ela. Uma série de coisas: histórico familiar, perdeu o emprego, perdeu tudo. Vamos apurar a causa do suicídio e daí, obviamente, em sendo suicídio, não tem nada a ver com a vacina”, continuou o chefe do Executivo.

Jair Bolsonaro também falou sobre o comentário feito logo após a informação da morte do voluntário da vacina do Instituto Butantan, a Sinovac. De acordo com o presidente, ele não “comemorou a morte” do voluntário e também não foi o responsável pela postagem.

Vitor Fernandes
Vitor Fernandesvitor.fernandes@bhaz.com.br

Repórter do BHAZ desde fevereiro de 2017. Jornalista graduado pela PUC Minas, com experiência em redações de veículos de comunicação. Trabalhou na gestão de redes do interior da Rede Minas e na parte esportiva do Portal UOL. Com reportagens vencedoras nos prêmios CDL (2018 e 2019) e Sindibel (2019).

Comentários