Comerciantes querem lojas abertas em BH até 20h – e shoppings até 22h

pessoas rua comércio BH
Pedido é motivado pela proximidade da Black Friday e do Natal (Moisés Teodoro/BHAZ)

A proximidade da Black Friday e do Natal fez com que a CDL-BH (Câmara de Dirigentes Lojistas de Belo Horizonte) solicitasse junto à prefeitura a ampliação do horário de funcionamento do comércio da cidade. A entidade projeta aumento de consumidores devido às datas e vê na ampliação do funcionamento uma maneira de evitar aglomerações nos centros comerciais. Um ofício foi encaminhado com o pedido nessa terça-feira (24).

“No nosso entendimento, se tem horário reduzido para o comércio de rua e shoppings, tem maior possibilidade de aglomerar pessoas. Não há muitas opções de horários para elas realizarem as compras. Acontecendo esta flexibilização, terá mais possibilidades. Esta é a nossa visão, mas temos que ver a de quem autoriza, que no caso é a prefeitura”, diz Marcelo de Souza e Silva, presidente da CDL-BH ao BHAZ.

Devido à pandemia do novo coronavírus, a PBH (Prefeitura de Belo Horizonte) modificou o horário de funcionamento dos comércios. Lojas de rua, galerias e centros comerciais funcionam das 10h às 19h em dias úteis, e das 9h às 18h, aos sábados. Já os shoppings centers estão permitidos a abrir das 12h às 21h, de segunda a sábado.

A CDL-BH pede que, na sexta (27) e no sábado (28), dias da Black Friday, as lojas de rua funcionem das 8h às 20h, e os estabelecimentos localizados nos shoppings, das 10h às 22h. O pedido também é válido entre os dias 14 e 24 de dezembro, desta vez por conta do Natal.

“A ideia não é tumultuar, mas aproveitar o momento e com o horário flexível as pessoas não vão precisar comprar pela internet, pois terão mais tempo para ir até a loja. Continuamos pedindo para que o consumidor seja mais assertivo no momento das compras e que os lojistas tenham condições de atendê-los dentro dos protocolos. Não podemos relaxar”.

Pandemia em BH

Os indicadores da pandemia do novo coronavírus em Belo Horizonte têm mostrado tendência de alta nas últimas semanas. Apesar disso, os índices estão dentro dos parâmetros aceitáveis, conforme a PBH. Uma coletiva será concedida pelo prefeito Alexandre Kalil (PSD) no início da tarde de hoje (25) juntamente com o Comitê de Enfrentamento à Epidemia.

De acordo com o último Boletim Epidemiológico, BH tem 53.115 casos confirmados de Covid-19 e 1.622 mortos. O número de recuperados chegou a 48.994 e o de pacientes em acompanhamento é de 2.499. O número médio de transmissão por infectado (RT) está em 1,08 – nível amarelo. As ocupações nos leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) e de enfermaria para tratar a doença seguem aumentando, mas permanecem no nível verde – 4,4% e 38,1%, respectivamente.

boletim PBH coronavÍrus
Indicadores da pandemia na capital mineira (Reprodução/PBH)

Edição: Thiago Ricci
Vitor Fórneas
Vitor Fórneasvitor.forneas@bhaz.com.br

Repórter do BHAZ desde maio de 2017. Jornalista graduado pelo UniBH (Centro Universitário de Belo Horizonte) e com atuação focada nas editorias de Cidades e Política. Teve reportagens agraciadas pelo prêmio CDL.

Comentários