Covid-19: PBH interdita 18 bares e festas que descumpriram decretos

bar festa interditado
Fiscalização foi reforçada neste final de semana em BH (Reprodução/PBH)

A PBH (Prefeitura de Belo Horizonte) interditou 18 bares e festas durante este final de semana na capital. Os estabelecimentos, conforme informou o Executivo municipal, descumpriam decretos municipais relacionados à pandemia do novo coronavírus. Só ontem (28) foram dez interdições. O prefeito Alexandre Kalil (PSD) havia anunciado fiscalização mais rigorosa na tentativa de conter o aumentos dos casos em BH.

As interdições foram realizadas pelos fiscais de Controle Urbanístico e Ambiental. Ontem, por exemplo, dez bares e festas foram impedidos de continuarem funcionando nos seguintes bairros: Lourdes, Caiçara, Calafate, Guarani, Planalto, Santa Terezinha e União. “Desses locais interditados, 4 eram eventos”, informou a PBH.

Um bar localizado na região da Pampulha foi interditado durante o final de semana, mas acabou descumprindo a determinação. Por conta disso, os responsáveis pelo estabelecimentos receberam multa no valor de R$ 17.614,17. A Sufis (Subsecretaria de Fiscalização) intensificou a fiscalização e aumentou as equipes volantes para autuar os estabelecimentos que descumprem os protocolos sanitário.

Bar interditado BH
Interdição aconteceu por equipes da Subsecretaria de Fiscalização (Reprodução/PBH)

As equipes são compostas por fiscais, agentes de campo e guardas municipais. As festas clandestinas estão sendo monitoradas pelas equipes por meio das redes sociais. Veja os endereços de alguns locais interditados ontem:

  • Evento – Avenida Saramenha, 1.150, Guarani
  • Evento – Avenida Henfil, 33, Santa Terezinha
  • Bar – Rua Osório Duque Estrada, 10, Planalto
  • Bar – Rua Alberto Cintra, 271, União
  • Bar – Rua Platina, 1492, Calafate
  • Bar – Avenida Presidente Carlos Luz, 172, Caiçara
  • Bar – Rua Curitiba, 2.069, Lourdes

‘Vamos lacrar’

O prefeito Kalil havia informado que a fiscalização seria reforçada na cidade, diante do aumento do número de casos do novo coronavírus. “A notificação, a notinha e a multinha acabaram. Agora vamos lacrar os estabelecimentos. Estamos avisando aos baderneiros: vão ser presos. Estamos monitorando as redes sociais. Não tem segunda onda o que tem é gente ignorante, egoísta e irresponsável não deixando a onda ir embora”.

Belo Horizonte, conforme o Boletim Epidemiológico da última sexta-feira (27), tem 53.625 casos confirmados e 1.644 mortes. O número médio de transmissão por infectado (RT) está em 1,08 (nível amarelo) e as ocupações de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) e enfermaria em 39,4% e 37,2%, respectivamente (níveis verde).

Edição: Vitor Fernandes
Vitor Fórneas
Vitor Fórneasvitor.forneas@bhaz.com.br

Repórter do BHAZ desde maio de 2017. Jornalista graduado pelo UniBH (Centro Universitário de Belo Horizonte) e com atuação focada nas editorias de Cidades e Política. Teve reportagens agraciadas pelo prêmio CDL.

Comentários