Kalil rebate Eduardo Bolsonaro: ‘Se não tiver picadeiro, não tem palhaço’

alexandre kalil e eduardo bolsonaro
Prefeito de BH rebateu postagem do filho do presidente (Reprodução/GloboNews + Danilo Borges/Câmara dos Deputados)

O prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil (PSD), rebateu o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) após ser chamado de “ditador” por não descartar novo fechamento do comércio caso o contágio da Covid-19 saia do controle na capital mineira. “Se não tiver público, não tem picadeiro e, se não tiver picadeiro, não tem palhaço”, afirmou o mandatário municipal em entrevista à GloboNews nesta quarta-feira (20).

Ao ser indagado pela jornalista Andréia Sadi sobre a postagem de Eduardo Bolsonaro no Twitter, Kalil disse que responderia a questão “em respeito” à jornalista. “Em respeito a você eu vou responder porque não costumo responder deputado. Se não tiver público não tem picadeiro e, se não tiver picadeiro, não tem palhaço. Pensar diferente é um direito de todos”.

“Tem gente que quer proteger a vida, que tem empatia, sentimento e sabe o que é morrer um parente, um pai e uma mãe. Eu já perdi os dois. Tem gente que pensa diferente e não tenho dúvidas que este país vai voltar a [respeitar] todo mundo que pensa diferente. Vamos respeitar. Não sou deputado que está lá tuitando. Tenho cargo eletivo e majoritário. Espero minimamente respeito”, ponderou.

‘Ditador’

Durante entrevista ao Roda Viva, da TV Cultura, Kalil cogitou um novo fechamento do comércio de Belo Horizonte. “Se estão achando que a doença acabou, eu fecho tudo de novo. E disse em alto e bom som numa entrevista coletiva: se quando eu precisava do voto eu fechei, imagina agora que eu não preciso. Então ninguém duvide que eu vou fazer [um novo fechamento]”, afirmou.

A declaração do mandatário da capital não agradou o deputado Eduardo Bolsonaro. Em uma postagem no Twitter, ontem (1º), ele postou trecho da entrevista com os dizeres: “Parabéns BH pela reeleição deste belo projeto de ditador, ou melhor prefeito”. A publicação do filho do presidente Bolsonaro já havia ultrapassado 750 mil visualizações.

Ciro Gomes

O ex-presidenciável Ciro Gomes (PDT) saiu em defesa do prefeito de BH após a postagem de Eduardo Bolsonaro. No perfil do Twitter, ele mandou um recado para o filho do presidente. “Nenhum destes idiotas corruptos (bolsonaros) têm moral para calçar o sapato do melhor prefeito de capital do Brasil que é o Kalil”, publicou ao compartilhar uma matéria.

Ciro Gomes recebeu o apoio de Kalil nas eleições para presidente em 2018. Na oportunidade, até mesmo adesivos foram entregues com o escrito: “Kalil é Ciro”. O então candidato afirmou que receber o apoio do prefeito da capital mineira era “uma da melhores coisas” que aconteceu na campanha.

Edição: Thiago Ricci
Vitor Fórneas
Vitor Fórneasvitor.forneas@bhaz.com.br

Repórter do BHAZ desde maio de 2017. Jornalista graduado pelo UniBH (Centro Universitário de Belo Horizonte) e com atuação focada nas editorias de Cidades e Política. Teve reportagens agraciadas pelo prêmio CDL.

Comentários